Capriche no currículo!

Brasileiros levam mais de um ano para conseguir emprego

Por Rodrigo Chiodi
Persistência: esta é a palavra mais importante para quem está procurando emprego. Afinal, a jornada de recolocação no mercado de trabalho costuma ser longa. Isso vale tanto para quem não tem estudo quanto para quem cursou faculdade.

Uma pesquisa feita pelo iDados e publicada pelo G1
em janeiro deste ano mostrou que, em média, o brasileiro leva 14,3 meses para conseguir recolocação no mercado de trabalho depois de ficar desempregado.

O tempo varia por grau de instrução:

·  Sem instrução: 13,9 meses para conseguir emprego, em média;
·  Ensino fundamental: 13,1 meses;
·  Ensino médio: 14,7 meses;
·  Ensino superior: 16,8 meses.

O fato de as pessoas que têm faculdade levarem mais tempo para conseguir um emprego não significa que ter um curso superior seja ruim. Pelo contrário. O desemprego atinge mais aqueles que têm menos estudos.

Antes da pandemia do coronavírus, 5,8% dos que têm curso superior estavam sem emprego enquanto a taxa nacional de desemprego era quase o dobro: 11,8%.

Além disso, a pesquisa mostra que é mais comum as pessoas que fizeram faculdade serem contratadas por CLT, terem salários mais altos e, por isso mesmo, aguentarem ficar mais tempo desempregadas. Até porque recebem seguro-desemprego se tiverem sido demitidas de um vínculo com carteira assinada.

A importância do currículo

Quando alguém fica sem emprego, uma das formas de buscar uma vaga é distribuir currículo pelas empresas. De forma leve, o humorista Igor Guimarães apresentou no vídeo abaixo, do canal Pra Fazer Mais, do PAN, dez palavras-chave que um bom currículo pode destacar, além da “persistência”, que abriu este post.



As dez palavras valiosas de um bom currículo estão listadas abaixo. Se você identificar algumas delas como qualidades pessoais suas, destaque-as em seu currículo.

1. Agilidade é uma qualidade essencial hoje. As empresas esperam isso dos colaboradores. Transmita isso não apenas no currículo, mas também na entrevista.
2. Você precisa deixar bem clara a sua experiência profissional. Mostre o que você já fez: onde já trabalhou e que cursos já concluiu por exemplo.
3. Você deve mostrar que consegue ser responsável por encarar desafios e assumir tarefas importantes.
4. Engajamento: neste caso, não tem a ver com redes sociais. O sentido aqui é de engajar-se com a empresa e vestir a camisa dela. Mostre que você tem esse espírito. Como fazer isto? Pesquise sobre a empresa e mostre no seu currículo e na entrevista que você se deu ao trabalho de buscar informações sobre ela.
5. As empresas precisam de pessoas que sejam boas líderes ou lideradas. Então, mostre que você tem espírito de equipe. Destaque o fato de você ter facilidade de se relacionar com pessoas.
6. Capacidade de desenvolvimento é importante porque as empresas buscam pessoas que possam evoluir como profissionais.
7. Outra qualidade desejada por recrutadores é a capacidade de análise. Porque as pessoas que conseguem analisar antes de tomar uma decisão normalmente agem melhor.
8. Destaque a facilidade que você tem de fazer alguma coisa em particular. Todo o mundo é bom em alguma coisa. Nessa atividade, a empresa pode aproveitar o seu talento.
9. Comunicar-se bem é importante e você precisa deixar claro que é capaz de fazer isso. Afinal, as empresas dependem de uma boa comunicação entre os seus funcionários.
10.  Liderança: se esta for uma qualidade sua, destaque isso no seu currículo. Empresas procuram líderes e isso vai somar pontos para você.