Como preencher cheque: entenda o passo a passo para fazer certo

Mesmo com tantos meios de pagamento por aí, é bom lembrar do jeito certo de preencher cheque

Mais crédito
para você
Por Redacao PAN

Com o surgimento de tantos meios de pagamento, muita gente esqueceu ou mesmo não sabe como preencher cheque corretamente. Porém, é importante saber o passo a passo para que o preenchimento não seja feito de forma errada.

Isso porque errar na hora de preencher um cheque pode fazer que ele “volte” , ou seja, acabe não sendo compensado, situação em que quem o emitiu terá que trocar o cheque. Além disso, o preenchimento sem atenção pode abrir espaço para fraudes que trarão perdas financeiras e dor de cabeça para quem fez o cheque. Logo, é bom entender como fazer um cheque, mesmo que não seja tão usado quanto antes. 

Uma pesquisa da Febraban (Federação Brasileira de Bancos) de 2017 mostrou que a compensação de cheques, ou seja, quando o valor do cheque é depositado na conta de uma pessoa ou empresa, caiu 85% desde 1995.

Porém, o número de cheques compensados no Brasil naquele ano foi de 494 milhões, o que indica que esse recurso ainda é utilizado. Logo, caso precise usar um cheque, descubra como funciona e como fazer o preenchimento correto.

infográfico com trechos do texto sobre como preencher cheque, com a lista em forma de caminho e destaque para evitar rasurar o cheque

O que é cheque?
foto de um homem branco, de cabelos grisalhos e camiseta cinza, sorrindo e sentado diante de mesa com notebook e itens pessoais, enquanto segura um cheque. Ao fundo, cadeira e itens de sala de estar

De acordo com o Banco Central, o cheque é “uma ordem de pagamento à vista para aquele que o recebe”. Isso quer dizer que o cheque é um documento que representa valores a serem pagos para quem apresentá-lo ao banco.

É possível usar cheques com outras pessoas ou empresas, desde que elas aceitem esse recurso. Vale lembrar que estabelecimentos comerciais não são obrigados a aceitar pagamentos com cheques.

A operação com cheques envolve:

  • Emitente, emissor ou sacador, que é quem emite o cheque, informado os dados de pagamento e assinando o documento;

  • Beneficiário, que é a pessoa que recebe o cheque como pagamento e receberá os valores informados nele;

  • Sacado, que é a instituição financeira de onde sairá o dinheiro do emitente para pagar ao beneficiário.

O Banco Central ainda lembra que cheque não é a mesma coisa que cheque especial, que é uma linha de crédito contratada junto a instituições financeiras de forma pré-aprovada e que tem relação com a sua conta bancária.

O que é cheque cruzado?

O cheque cruzado é aquele que só pode ser compensado em uma conta de titularidade do beneficiário. Ou seja, o dinheiro representado pelo documento só pode ser depositado em uma conta que pertença à pessoa ou empresa indicada no cheque.

Para cruzar um cheque, basta fazer 2 traços paralelos em cima do documento. É importante não rasurar o cheque com essa marcação nem fazê-la de forma a impedir a leitura dos demais dados do cheque ou rasurar essas informações.

Como preencher um cheque corretamente?

  1. Escreva o valor em números

No canto superior direito, há um campo para informar, em números, o valor  do cheque. Escreva de forma legível e sem rasuras. Também é importante não deixar espaços para que alguém mal intencionado insira números. Use o símbolo # antes e depois do número.

Por exemplo: se for emitir um cheque de R$ 100,00, esse valor deve estar representado da seguinte maneira: #100,00#.

  1. Escreva o valor do cheque por extenso

Abaixo, haverá o campo para informar o valor do cheque por extenso. Escreva com a grafia correta e não deixe espaços que podem ser usados por fraudadores. Ainda de acordo com o exemplo anterior, o texto por extenso deve mostrar “cem reais”.

Se o valor for outro, também escreva por extenso, inclusive os centavos. Porém, nesse último caso, não é necessário escrever a palavra “centavos”, pois geralmente essa informação já está impressa no cheque.

Logo, para emitir um cheque de R$ 150,25, além de informar o número #150,25# no canto superior direito, escreva “cento e cinquenta reais e vinte e cinco” pouco antes do “centavos” que já aparece impresso no cheque.

Preencha o espaço restante nesse campo com linhas horizontais que dificultem a inserção de informações que possam alterar o valor informado no cheque.

  1. Informe para quem o cheque é destinado

Quando você informa o nome da pessoa ou empresa que receberá o cheque, este recurso é chamado de cheque nominal. Isso quer dizer que ele só pode ser compensado para o beneficiário indicado, em uma conta de sua titularidade.

Isso é diferente do cheque ao portador, quando qualquer pessoa pode sacar os valores. O Banco Central informa que o valor máximo para esse tipo de cheque é de R$ 100,00.

Porém, por questões de segurança, sempre indique no cheque quem é o beneficiário, para aumentar as chances de que essa pessoa ou empresa seja a única que poderá compensar ou sacar o cheque.

  1. Informe o local e a data

Já no canto inferior do cheque, será preciso informar o local em que o cheque foi assinado, assim como a data. 

Por exemplo: se a ordem de pagamento for realizada por alguém que está na cidade de São Paulo no dia 01 de outubro de 2021, deverá constar no cheque, no campo específico para a data: “São Paulo, 01 de outubro de 2021”.

  1. Assine o documento

Assine o cheque no campo específico para isso, que geralmente fica logo abaixo da data, no canto interior direito. Lembre-se de que essa assinatura deve ser igual à do cadastro feito no banco. Divergências entre a assinatura do documento e do cheque podem fazê-lo não ser aceito.

Por fim, é indicado fazer o cruzamento do cheque, para que apenas o beneficiário indicado na ordem de pagamento possa realizar a compensação. Porém, essa medida é opcional.

Como preencher cheque pré-datado?

O cheque pré-datado é aquele no qual há a informação de uma data futura para ser compensado. Por exemplo: você emite um cheque hoje, mas deseja que o valor representado por ele só saia da sua conta para o beneficiário daqui a 30 dias.

Para preencher um cheque pré-datado, basta seguir o passo a passo e, depois, na parte de baixo do cheque, colocar a data em que deseja que aconteça a compensação. 

É importante saber que essa data informada previamente é apenas uma sugestão para quando o beneficiário pode compensar o cheque. Porém, ele pode ser apresentado a um banco antes da data.

Se ele tiver fundo (ou seja, se houver saldo na conta indicada para a compensação), o pagamento é feito na hora. Caso não tenha, o cheque é devolvido e pode ser apresentado depois.

Por isso, o cheque pré-datado funciona como a indicação de uma data que o emissor acredita ser a melhor para ele ser compensado.

7 dicas de segurança ao preencher cheques
foto de um homem branco, de cabelos grisalhos, óculos e camisa azul, entregando um cheque para quem olha a foto, enquanto está sentado diante de mesa com celular e computador. Ao fundo, itens de sala de estar, desfocados.

A Febraban elenca algumas medidas de segurança para evitar fraudes com o uso de cheques. Além de recomendar para as pessoas que usem mais cartão de crédito ou débito, existem dicas que diminuem as chances de cair em ciladas:

  • Sempre emita cheques cruzados e nominais;

  • Não deixe espaços;

  • Evite rasuras;

  • Não ande com o talão de cheques por aí;

  • Deixe o talão sempre bem guardado;

  • Não deixe cheques pré-assinados no talão;

  • Use sempre canetas de cor azul ou preta, pois outras cores podem ser apagadas.

Falamos sobre como preencher um cheque corretamente para evitar erros e, principalmente, golpes, saiba também quais são as fraudes mais comuns contra clientes de bancos e entenda como evitá-las!