Consumidor da tarifa social fica sem taxa extra na conta de luz em janeiro

Aneel definiu que eles devem ficar na bandeira tarifária verde. Os demais consumidores continuarão na bandeira tarifária de escassez hídrica

Controle
Seus Gastos
Por Redacao PAN

 

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) informou que vai manter neste mês de janeiro a bandeira tarifária verde da conta de luz para quem os beneficiários da Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE). 

Quando a bandeira tarifária verde  está válida, não há cobrança extra na conta de luz.

Os demais consumidores de energia elétrica continuarão a pagar a bandeira de escassez hídrica, a mais alta de todas, no valor de R$ 14,20 a cada 100 kWh consumidos.

A cobrança da tarifa de escassez hídrica não vale para os moradores de áreas não conectadas ao Sistema Interligado Nacional (como o estado de Roraima e áreas remotas).

A cobrança adicional na conta de luz dos beneficiários da tarifa social já tinha sido retirada em dezembro

Assim, essas famílias não precisaram pagar o valor estabelecido em novembro, de R$ 1,87 para cada 100kWh consumidos, que corresponde à bandeira tarifária amarela. 

Antes, em outubro, o valor cobrado dessas famílias era ainda maior, equivalente à bandeira tarifária vermelha, que prevê um pagamento adicional de R$ 9,49 a cada 100kWh. 

Como funciona o sistema de bandeiras tarifárias

As bandeiras tarifárias são adotadas para sinalizar o custo da energia elétrica. Elas existem nas cores verde, amarela e vermelha. Esta última em patamar 1 e 2. 

As bandeiras indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.

No caso da bandeira verde, o consumidor paga apenas pelo consumo de luz em sua conta. A partir da bandeira amarela, há taxas extras a serem pagas a cada 100 kWh consumidos.

Veja como funciona o sistema de bandeiras tarifárias:

quadro explica o que são as bandeiras verde, amarela, vermelha de patamar 1, vermelha de patamar 2 e a bandeira de escassez hídrica, que está com a cor cinza

Quem tem direito à tarifa social de energia elétrica

A TSEE, Tarifa Social de Energia Elétrica, é destinada a famílias de baixa renda. Veja abaixo quais são os requisitos para ter direito:

  • inscrição no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal (CadÚnico);

  • ter renda familiar mensal por pessoa menor ou igual a meio salário mínimo (R$ 550) ou ter entre os moradores uma pessoa que receba o benefício de prestação continuada da assistência social (BPC).

Dicas para economizar com energia

Diante da alta da conta de luz dos últimos meses, veja abaixo algumas dicas para poupar uma grana com energia, principalmente neste verão.

Chuveiro elétrico

  • Tomar banhos mais curtos, de até cinco minutos

  • Selecionar a temperatura morna no verão

  • Verificar as potências no seu chuveiro e calcular o seu consumo

Ar condicionado

  • Não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar condicionado

  • Manter os filtros limpos

  • Diminuir ao máximo o tempo de utilização do aparelho de ar condicionado

  • Colocar cortinas nas janelas que recebem sol direto

Veja ainda outras sugestões para poupar uma grana com a conta de luz.