Cota extra do auxílio emergencial: pais “solteiros” vão receber até R$ 3.000

Têm direito ao dinheiro 823,4 mil homens que criam filhos menores de 18 anos sozinhos e receberam o benefício entre abril e agosto de 2020

Renda
Extra
Por Redacao PAN

O governo federal liberou o pagamento de uma cota extra do auxílio emergencial para pais solteiros ou solo, ou seja, aqueles que criam filhos sozinhos. O valor pode alcançar até R$ 3.000 por beneficiário.

A estimativa é que 823,4 mil homens recebam esse dinheiro extra. Ele foi pago de uma só vez, na conta de poupança digital, a mesma que era usada para depositar o auxílio original.

Esse benefício está sendo liberado agora porque, quando o auxílio emergencial foi instituído, o trecho que previa o pagamento extra para pais solteiros ou sozinhos, assim como houve para mães solteiras ou sozinhas, foi vetado. 

No entanto, o Congresso Nacional derrubou esse veto. Por isso, em 24 de dezembro de 2021, foi editada a MP (Medida Provisória) 1.084, liberando pouco mais de R$ 4,1 bilhões para o pagamento desse extra. 

Quem recebe a cota extra do auxílio emergencial 

Terão direito a receber esse dinheiro da cota extra os pais solteiros ou solo que receberam o auxílio emergencial de abril a agosto de 2020. Isso porque ele é um complemento do benefício original, pago naquele período.

Na época, eles receberam a cota simples, de R$ 600, em vez da dupla, de R$ 1.200, que foi paga a mulheres chefes de famílias monoparentais - quando o grupo familiar tem apenas ou pai ou mãe em sua constituição.

A lei 14.171, de 10 de junho de 2021 estabeleceu o valor em dobro do auxílio emergencial para essas famílias monoparentais, independentemente do sexo do responsável da casa.

Desta forma, têm direito ao pagamento extra os homens que receberam o auxílio emergencial entre abril e agosto de 2020, chefiam famílias sozinhos, sem uma cônjuge ou companheira, e que tenham ao menos um filho menor de 18 anos. 

Não é necessário fazer nenhum cadastro extra: o Ministério da Cidadania usará como base os dados do pagamento do auxílio emergencial.

Para saber se tem direito, o homem pode fazer a consulta pelo site consultaauxilio.cidadania.gov.br. É necessário informar CPF, nome completo, data de nascimento e nome da mãe. Se não souber, existe a opção “Mãe desconhecida”. Depois, basta clicar em “Enviar”.

Qual o valor dessa parcela extra do auxílio e quando é o pagamento

Foto mostra notas de R$ 200, R$ 100 e R$ 50 dispostas irregularmente umas sobre as outras, com moedas de R$ 1, R$ 0,50 e R$ 0,25 por cima

 O valor a que cada pai terá direito depende de quantas parcelas de auxílio emergencial ele teve entre abril e agosto de 2020. Desta forma, ele pode variar de R$ 600 - se ele recebeu apenas uma parcela naquele período - a R$ 3.000 - se recebeu as 5 parcelas.

O dinheiro foi depositado no dia 13 de janeiro de 2022 na conta de poupança social digital da Caixa. É a mesma conta usada para pagar o auxílio emergencial, que pode ser movimentada pelo aplicativo Caixa Tem.

Ainda sobre benefícios sociais, veja como vai funcionar o auxílio-gás.