Trocar gasolina por etanol não vale a pena em nenhum estado, indica pesquisa

Levantamento da ANP traz as médias dos preços; veja como estão os valores

Controle
Seus Gastos
Por Redacao PAN

 

Não está compensando trocar a gasolina pelo etanol em nenhum estado do Brasil neste momento. É isso o que indica a pesquisa semanal divulgada nesta terça-feira (29) pela Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP).

O estudo mostrou que o preço médio da gasolina continuou a subir no Brasil, em média, na semana do dia 20 ao 26 de junho. O valor passou de R$ 5,682 para R$ 5,695. Ao mesmo tempo, o preço do etanol caiu de R$ 4,401 para R$ 4,354.

Mesmo com essas variações de preço, a gasolina continua mais vantajosa, em média, do que o álcool. E isso em todos os estados do país, fazendo o cálculo segundo os preços médios apurados pela ANP. 

Mas atenção: o cálculo foi feito com base nos preços médios em alguns postos de cada estado. Dessa forma, pode ser que o posto onde você costuma abastecer tenha valores diferentes e, nele, valha a pena. 

Por isso, o ideal é que você confira o preço e saiba como calcular.  

Como é feito o cálculo de gasolina X etanol?

 Chave de carro sobre mesa, com nota de 20 reais, de 5 reais e de 2 reais, 2 moedas de 1 real e 2 moedas de 50 centavos

De acordo com as propriedades do etanol, sabe-se que tem 70% da eficiência energética da gasolina. Por isso, 1 litro de etanol libera 70% da energia de 1 litro de gasolina. Isso quer dizer que o preço do etanol não pode superar 70% do que custa a gasolina.

A grosso modo, para analisar se vale mais a pena abastecer com etanol do que com gasolina, basta dividir o valor do etanol pelo da gasolina. Se o resultado desta conta for maior do que 0,7, quer dizer que não é bom negócio trocar a gasolina pelo combustível vegetal. 

Saiba quais são os estados mais caros

O estado onde a gasolina está mais cara, em média, é o Acre. Dos 36 postos analisados pela ANP, o valor ficou em R$ 6,371. Em seguida, no Rio de Janeiro, o valor médio da gasolina é de R$ 6,218, em 264 postos pesquisados. No Piauí (3º colocado), o preço é de R$ 6,011 na média de 50 postos.

Quando se trata de etanol, o estado “campeão” é o Rio Grande do Norte. Em 71 postos pesquisados, a média é de R$ 5,686. Depois, o Rio de Janeiro aparece novamente em 2º lugar, com um preço médio de R$ 5,566 em 36 estabelecimentos. O Acre fecha a lista com um custo médio de R$ 5,519 pelo litro do etanol, na média de 19 postos. 

Considerando a média dos estabelecimentos, o Rio Grande do Norte é o estado em que menos vale a pena, teoricamente, trocar a gasolina pelo álcool, porque o valor dos 2 combustíveis é quase igual. Enquanto a média da gasolina é de R$ 5,984, a média do etanol é R$ 5,686.

Por esse motivo, usando o cálculo que mostramos acima, a divisão entre os 2 combustíveis fica em 0,95. Por pouco que o valor do etanol não supera a própria gasolina. Essa curiosidade chegou a ocorrer no Amapá nas 2 primeiras semanas deste mês (e também na última semana de maio).

Veja quais são os estados mais baratos

Motorista de camiseta branca digita em máquina de cartão que segura nas mãos dentro do carro
 Já os estados em que quase chega a valer a pena substituir a gasolina pelo etanol são, na ordem: Santa Catarina, Espírito Santo e Mato Grosso do Sul. 

Novamente: esse cálculo considera o valor médio dos postos analisados. O mais importante é você checar no posto onde abastece, porque o valor pode ser diferente.

O etanol mais barato, aliás, é encontrado em Santa Catarina. A média do litro é de R$ 4,122. Em seguida vem o Amapá (R$ 4,233) e a Paraíba (R$ 4,336). 

O Amapá fica na frente de todos os outros estados quando se trata da gasolina mais barata: R$ 4,94, na média de 24 postos pesquisados. Depois, vem o Amazonas (R$ 5,303), em 65 estabelecimentos. Por fim, em 3º lugar fica Roraima (R$ 5,385), de acordo com dados de 13 postos.

São Paulo, o maior estado do país, fica em 4º lugar. A média do litro de gasolina por lá custa R$ 5,406, de acordo com dados de 1.488 estabelecimentos pesquisados pela ANP.