Salário líquido: Saiba como calcular quanto você ganha

Descubra o quanto você vai receber na sua conta mensalmente depois de dos descontos feitos no valor registrado em carteira

ARTIGOS

 • 

13min. de leitura

 • 

01.06.2021

 

controle
seus gastos

PorRodrigo Chiodi

*Atualizado em 24/05/2023

Você já parou para olhar o quanto realmente ganha? Se você trabalha em regime de CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), sabe que recebe na conta um pagamento menor do que o registrado na carteira de trabalho. Esse é o chamado salário líquido, resultado do salário bruto (o valor que consta na carteira de trabalho) menos os descontos que incidem sobre ele.

O pagamento que cai todo mês na sua conta bancária é seu salário líquido, pois corresponde ao valor depois de feitos todos os descontos. O cálculo é feito mensalmente pela empresa responsável pelo contrato com base no salário bruto. A descrição do que foi pago e descontado aparece no seu holerite ou contracheque.

Contudo, saber antecipadamente o quanto realmente vai ser depositado na sua conta bancária pode ajudar na sua organização financeira. Afinal, como você vai saber o valor que terá disponível para gastar durante o mês se não souber exatamente o quanto ganha e quais os impostos, taxas e contribuições mensais são descontados?

Neste artigo, vamos explicar a diferença entre salário líquido e bruto, o que significa cada um dos termos que aparecem no seu recibo de pagamento de salário e quais são os descontos mais comuns que incidem sobre os seus ganhos.

O QUE É SALÁRIO LÍQUIDO?

ComoCalcularSeuSalarioLiquido _2_.png

Vamos imaginar a seguinte situação: você acaba de assinar um contrato de trabalho CLT com remuneração prevista de R$3.000. Esse é o seu salário bruto, também conhecido como salário base.

O mês corre e chega o dia do pagamento. Você olha na sua conta e percebe que recebeu pouco mais de R$2.600. A quantia que você recebe é diferente daquela registrada pela empresa por causa dos descontos obrigatórios e opcionais que são aplicados ao seu pagamento, como o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e o Imposto de Renda.

O salário líquido, portanto, é o valor que você recebe de fato. Ele é resultado de quando se subtrai do salário bruto — aquele que está registrado na sua carteira de trabalho — todos os descontos referentes a impostos e arrecadações mensais que incidem sobre ele.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE SALÁRIO BRUTO E SALÁRIO LÍQUIDO?

Conhecer a diferença entre salário bruto e líquido é fundamental para entender quanto dinheiro você realmente ganha no fim de um mês de trabalho e, portanto, qual a sua renda real disponível para pagar contas, comprar o que precisa e até investir.

Confundir o salário real (líquido) com o salário base (bruto) pode motivar erros básicos de planejamento. Se você decidir pegar um empréstimo ou financiamento, por exemplo, o cálculo é feito em cima do salário bruto. Só que o dinheiro que você terá disponível para pagar as parcelas devidas é menor do que esse, fora todas as despesas fixas do mês.

Em suma, contar com um dinheiro maior do que o que entra na conta é um passo para dívidas desnecessárias — e é justamente por isso que é tão importante entender a diferença entre salário bruto e líquido. Vamos lá?

O salário bruto corresponde ao valor que está na carteira do trabalhador. Esse é o dinheiro que a empresa gasta mensalmente para manter o profissional. Esse valor inclui o salário líquido e contribuições como INSS, Imposto de Renda e os benefícios — vale refeição, vale transporte, entre outros — que o colaborador recebe no mês.

Já o salário líquido é aquele que o funcionário recebe de fato depois de um mês de trabalho. Ele é inferior ao salário bruto pois ele é calculado subtraindo do valor em contrato todos os impostos, contribuições e até mesmo alguns benefícios (a depender do que foi acordado contratualmente) que o empregador paga mensalmente.

COMO CALCULAR O VALOR LÍQUIDO DO SEU SALÁRIO?

ComoCalcularSeuSalarioLiquido _3_.png

Para calcular o seu salário real, tenha em mãos um holerite ou contracheque com o descritivo de todos os benefícios que você recebe e com os descontos obrigatórios e opcionais que são descontados na sua folha de pagamento.

Os principais descontos obrigatórios são:

Contribuição do INSS

Esse valor é destinado à Previdência Social. Ele serve, por exemplo, para garantir sua aposentadoria e benefícios como afastamento por doença ou auxílio maternidade, se você for mulher.

O percentual que é descontado varia conforme o valor do seu salário bruto. Então, quanto mais você ganhar, maior será a porcentagem que será abatida.

ComoCalcularSeuSalarioLiquido _4_.png

O valor de R$7,507,49 é o teto da contribuição. Ou seja, para qualquer salário base superior a esse, a contribuição é de 14%.

Aqui é importante entender que a alíquota é progressiva. Isso significa que, se o seu salário bruto for de, por exemplo, R$3.000, o desconto será calculado da seguinte forma:

ComoCalcularSeuSalarioLiquido _5_.png

Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF)

O IRRP é mais uma das contribuições obrigatórias. Esse imposto é descontado mensalmente de trabalhadores que recebem salário bruto maior que R$1.903,98. A alíquota varia de 5% a 27,5%, a depender da faixa salarial.

O imposto é cobrado sobre o salário bruto depois de descontado o INSS. 

ComoCalcularSeuSalarioLiquido _6_.png

Depois de calculado o valor do IRRF com base na alíquota correspondendo à faixa salarial, há ainda o valor da parcela a deduzir. Ela deve ser subtraída desse valor para se ter a quantia exata a ser paga para essa contribuição.

Além dos descontos obrigatórios, outros descontos comuns da folha de pagamento são:

  • Vale-refeição e/ou vale-alimentação;
  • Vale-transporte, que não pode ser superior a 6% de seu salário;
  • Contribuições sindicais;
  • Plano de saúde, que pode ter o desconto de até 30% sobre o salário bruto;
  • Atrasos e faltas.

Assim, para calcular o dinheiro que realmente entra na sua conta, você precisa ter mapeado todos os descontos obrigatórios e variáveis. Os descontos variáveis estão descritos no seu contrato de trabalho. Além disso, devem entrar na conta eventuais bonificações, tais como horas extras e o 13º salário.

FGTS também é um desconto na folha de pagamento?

FGTS, ou Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, é um dos principais direitos garantidos aos trabalhadores com carteira assinada. Ele é um fundo criado para proporcionar estabilidade financeira a quem trabalha no regime CLT e seus recursos podem ser utilizados, por exemplo, para constituir uma reserva em demissão sem justa causa ou para aquisição de bens como a casa própria.

Diferentemente do INSS, o FGTS não é descontado do salário do trabalhador, pois ele é de responsabilidade única e exclusiva do empregador.

QUEM GANHA R$5.000 RECEBE QUANTO DE SALÁRIO LÍQUIDO?

Agora que mostramos como calcular o salário líquido a partir do salário bruto e dos descontos obrigatórios, vamos a mais um exemplo.

Imagine que você é contratado por uma empresa para trabalhar em regime CLT com um salário de R$5.000,00 por mês. Quanto de fato você receberá mensalmente após o desconto do INSS e do IRRF?

Como falamos anteriormente, o primeiro desconto a ser feito é referente ao INSS. Esse valor se enquadra na alíquota de 14% da contribuição. Portanto, o cálculo é o seguinte:

ComoCalcularSeuSalarioLiquido _8_.png

Calculado o INSS, o próximo passo é descontar o IRRF. Para um salário bruto de R$5.000,00, a alíquota é de 22,5%, pois se leva em consideração o valor depois de já descontado o INSS. Como ainda há uma parcela de R$636,13 para se deduzir, a conta fica assim:

ComoCalcularSeuSalarioLiquido _9_.png

Então, quem tem um salário de R$5.000,00 registrado na carteira de trabalho recebe mensalmente um valor líquido de R$4.103,35. Isso, é claro, sem considerar possíveis descontos de benefícios como vale transporte, vale refeição e plano de saúde, que variam de acordo com a empresa onde trabalha e o contrato assinado.

E QUEM GANHA R$1.500, QUANTO RECEBE POR DIA?

Outra conta que pode ajudar a fazer um bom planejamento financeiro é o cálculo de quanto se ganha por dia. Dessa forma, é possível criar um orçamento diário e não o extrapolar ao longo do mês.

Dessa vez, vamos pegar como exemplo um salário bruto de R$1.500,00. Quanto será que uma pessoa com esse valor na carteira de trabalho acaba recebendo de salário líquido por dia de trabalho?

Antes de mais nada, vamos calcular os descontos. Nesse exemplo, devido a faixa salarial, o trabalhador está isento de pagar IRRF. Então, temos apenas que fazer a conta referente ao INSS:

ComoCalcularSeuSalarioLiquido _10_.png

Subtraindo o valor do desconto de INSS, chegamos à conclusão que o salário líquido mensal dessa pessoa será de R$1.384,53. Mas e diariamente, quanto esse trabalhador ganha?

Segundo as leis trabalhistas, o mês comercial é de 30 dias,. É esse o período que o empregador usa para calcular o salário dos seus funcionários. Então, uma pessoa com R$1.500,00 de salário bruto registrado em carteira recebe por dia:

ComoCalcularSeuSalarioLiquido _11_.png

Viu como não tem segredo para calcular o seu salário líquido? Com o holerite ou recibo de pagamento em mãos e as nossas dicas, é só fazer as contas para descobrir quanto dinheiro terá na sua conta mensalmente.

Esse controle financeiro é a base para que você não gaste mais do que ganha. Portanto, vale a pena usar um tempo olhando para isso. Os benefícios você vai sentir no bolso! Dessa forma, fica mais fácil de começar a guardar dinheiro, ainda mais com essas 11 dicas.

PALAVRAS-CHAVE

ARTIGOSCONTROLE SEUS GASTOSPLANEJAMENTO FINANCEIROSALÁRIO