Cashback: 3 dicas para ter o seu dinheiro de volta

Veja como conseguir seu dinheiro de volta com esse recurso

Mais crédito
para você
Por Redacao PAN

*Texto atualizado em 30.11.2021

Você aproveita os benefícios do cashback? Se não aproveita, deveria. A lógica é bem simples: quanto mais você compra usando cartões que têm esse benefício, mais pontos junta e pode trocar esses pontos por dinheiro.

É daí que vem o nome. Do inglês, “cash” significa “dinheiro” e “back” significa “ de volta”. Portanto, é dinheiro de volta. Aliás, explicamos neste post os detalhes de como funciona e até a origem do cashback.

Os youtubers gêmeos Willow e Watson fizeram um vídeo para o canal Pra Fazer Mais, do PAN, com algumas dicas adicionais sobre este assunto, que vale a pena assistir.

 

Além das dicas do Willow e do Watson, vamos dar neste post três dicas extras. Se você prestar atenção a elas, vai se dar ainda melhor com cashback.

1. Foco

Concentre todas as suas compras num só cartão. Afinal, quanto mais pontos você conseguir juntar num só lugar, mais pontos você soma e mais fácil fica administrar.

 

Um exemplo é o cartão PAN Buscapé. Ele não possui anuidade e oferece todos os benefícios de um cartão de crédito Mastercard Gold sem anuidade. Ele tem a função de pagamento por aproximação.

Compras feitas com esse cartão podem dar até 2% de cashback. Além disso, se depois da compra você encontrar um preço menor pelo mesmo item, você receberá a diferença de volta.

 

2. Escolha das lojas

Preste bastante atenção a quais lojas físicas e online fazem parte do programa de cashback do cartão que você tem.

Isso vai ajudar você a escolher quais oferecem o dinheiro de volta. Porque é aquela história: em alguns casos, você gosta de uma marca ou loja e vai comprar dela independentemente de ela oferecer cashback ou não.

Mas em outros casos, tanto faz para você qual a loja. Nessas horas, vale a pena escolher pelo cashback.

Por exemplo, imagine que você vá comprar panelas para a sua cozinha. Três lojas oferecem as mesmas panelas, do mesmo modelo que você queria. Todas são iguais às panelas daquele famoso chef de cozinha que você viu no anúncio nas redes sociais — e têm preços muito parecidos.

Então, tanto faz a loja online que você vai escolher, certo? Nessa hora, vale a pena comprar da loja que tem parceria com o seu cartão e oferece cashback.

A boa notícia é que são muitas opções. Em 2019, mais de 6 milhões de lojas físicas e online já trabalhavam com cashback no Brasil segundo dados do Sebrae noticiados pelo jornal O Tempo. O número possivelmente cresceu desde então.

3. Acúmulo

Depois de concentrar os créditos num só cartão e escolher as lojas conveniadas sempre que der, você precisa ligar o radar para as condições que vão fazer você acumular mais pontos — e trocar por dinheiro na hora certa.

Por exemplo, muitos cartões dão cashback extra se a sua fatura do cartão vier mais alta ou se você comprar de lojas online. Precisa sempre prestar atenção a essas condições.

E, ainda, saber a hora de trocar os créditos por dinheiro. Algumas pessoas preferem receber os valores todos os meses para já fazer investimentos ou para usar o dinheiro. Outras preferem deixar os créditos se acumularem para fazerem um resgate maior no final.

Seja qual for a sua opção, escolha uma linha clara de atuação e se concentre nela para ter um padrão e usar aquele valor como receita.