Como fechar as contas com filhos

Zero
Dívida
Por Rodrigo Chiodi
A youtuber Pâmela Drudi trouxe a mãe dela para este vídeo. Juntas, elas dão cinco dicas para quem tem filhos conseguir economizar no dia a dia.

São dicas de quem conhece bem esse desafio porque, na casa da Pâmela, são seis pessoas: seus pais, ela e mais três irmãs. Ou seja, a mãe dela criou quatro filhas. As dicas estão no vídeo abaixo e também no texto logo a seguir.


 

1) Faça controle financeiro

Leve uma lista de gastos com você na hora das compras. E essa lista deve começar desde a gravidez, no chá de bebê. Isso ajuda muito a economizar com itens como fralda, leite e outros itens que pesam no orçamento.
 

2) Saiba priorizar

Embora tenham de cuidar dos filhos, pai e mãe precisam ter os seus momentos de lazer. É preciso prever no orçamento uma pizza, um cinema, uma viagem e outras atividades para o casal.
 

3) Aproveite as coisas de graça

Você precisa saber encontrar as atividades gratuitas que existem por aí. Dá para aproveitar os parques, piqueniques, praças públicas e outras atrações que não cobram ingressos. Se toda diversão for pesar no bolso, uma hora o orçamento da casa vai estourar.
 

4) Evite o desperdício

Compras semanais são uma ótima maneira de evitar o desperdício. Funciona melhor do que compras constantes porque, nelas, você acaba comprando coisas que não têm necessidade.
 

5) Lembre-se: promoção é vida

Você sempre consegue preços mais baixos em promoções. Tem de tomar cuidado, é claro. Precisa pesquisar na internet e em aplicativos para ver se vale a pena mesmo.




 

6) Não leve criança ao mercado

Você vai ao supermercado ou à venda para comprar o essencial, certo? Acontece que a criança quer levar tudo o que não deveria: chiclete, balas, chocolate e outras coisas que não estava na lista. Não é por acaso que as guloseimas, quase sempre de embalagem colorida, normalmente ficam nas prateleiras mais baixas, ao alcance das crianças. Você, que é pai ou mãe, não quer falar "não" para o filho, mas muitas vezes o dinheiro está contado. Aí você tem um problema. Então, só leve a criança às compras se não tiver outro jeito.

 

7) Cuidado com a tecnologia

Os pais dão o exemplo. Se você, que é pai ou mãe, fica o tempo todo no celular, as crianças vão querer ficar também. Para isso, vão precisar de um aparelho. Você, então, precisa educar a criança para que ela não crie a expectativa de ter sempre o aparelho de última geração. Até porque, muitas vezes, o aparelho mais caro não vai desempenhar mais funções do que aquele que cabe no orçamento. Ele vai rodar os mesmos aplicativos com desempenho similar. É uma questão, então, de saber educar os seus filhos.

 

8) Comece a se planejar cedo

Não deixe para fazer os planos financeiros para o novo membro da família no último mês de gravidez. Os gastos não podem ficar acumulados para o 8º ou 9º mês por exemplo. Faça as contas do que vai ser gasto desde o primeiro momento em que souber da gravidez e comece a economizar.

 

9) Coma mais em casa

É mais barato fazer refeições em casa do que na rua. Embora existam muitas opções de comidas prontas, o ideal é você preparar tudo em casa para saber se a criança está comendo os nutrientes certos. Comer fora uma vez ou outra, tudo bem. Mas não todos os dias.

 

10) Compre roupa no tamanho certo

Na hora de comprar roupas durante a fase de crescimento da criança, cuidado para não errar no tamanho. Crianças crescem muito rapidamente. Então, você pode comprar as roupas um pouquinho maiores quando a criança é pequena. Porque, se você comprar no tamanho exato, a criança cresce depressa e logo a roupa deixa de servir. Outra dica é aceitar roupas doadas de parentes ou mesmo comprá-las de segunda mão. Existem grupos online para isso. Você sempre economiza comprando roupa usada.