Como utilizar o 13° salário de forma inteligente

Renda
Extra
Por Rodrigo Chiodi
Você recebe 13º salário? Se sim, então muita calma nesta hora. Tenha inteligência para usar bem esse dinheiro extra que pinta sempre no fim do ano.

Não se deixe levar pelo que faz a maioria dos brasileiros. Só quatro em cada dez pessoas no Brasil usam o 13º para poupar, investir ou, então, para se livrar de uma dívida. As outras seis pessoas acabam usando para curtir a vida.

É isso que mostra uma pesquisa
feita pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) com o SPC Brasil. Quando a pesquisa perguntou para as pessoas o que elas fazem com o 13º, as respostas foram:
  1. 32% usam para comprar presentes;
  2. 24% aproveitam para investir ou poupar;
  3. 22% gastam com festas de fim de ano;
  4. 15% utilizam para quitar dívidas;
  5. 14% gastam com viagem.
Existe um ditado popular que diz que “o dinheiro não aceita desaforo”. Esse ditado quer dizer que as pessoas que gastam mal hoje acabam passando sufoco com grana amanhã.

Então, a dica é bem simples:
  • Se você estiver com dívidas, nem pense em gastar com esses extras. É hora de reduzir despesas, equilibrar as contas, negociar as dívidas e, se der, aumentar as receitas para o ano que vem. Foi isso, aliás, que explicamos neste post. Vale a pena ler.
  • Se você estiver com as contas em dia e tiver um dinheirinho sobrando, ok. Você merece gastar um pouco a mais agora e fazer uma viagem se quiser.
  • Se você não estiver com dívidas e ainda for conseguir guardar o seu 13º salário (ou pelo menos uma parte dele), então é hora de você pensar em fazer investimentos para 2021.

Mas como investir?

O que você precisa saber de mais importante sobre investimento é o seguinte: existem investimentos de risco mais alto e outros de risco mais baixo.
  • Nos investimentos de alto risco, você pode ganhar mais dinheiro, mas também pode perder uma parte do valor que investiu. Ações na Bolsa são um exemplo disso. Imagine que você compre ações de uma empresa. Pode ser que essas ações valorizem 10% em um mês. Então, se você investiu R$ 1.000, no mês seguinte você consegue resgatar R$ 1.100. Ou seja, ganhou R$ 100. Excelente negócio, não? Acontece, que essas ações também correm o risco de desvalorizar 10%, por exemplo. Nesse caso, os R$ 1.000 que você investiu valerão R$ 900. Ou seja, prejuízo de R$ 100. Isto é um negócio de risco.
  • Os investimentos de baixo risco, como poupança, CDB, LCI, LCA e Tesouro Direto são o contrário das ações. O risco é baixo, mas o rendimento é baixo também. Quase sempre, rendem menos que 1% ao mês. Por exemplo, se você investir os mesmos R$ 1.000 numa aplicação dessa, o rendimento não vai chegar a um real por mês. É pouco, não? Acontece que você não corre o risco de perder dinheiro, como acontece com ações. O bolo vai crescer pouquinho a pouquinho todo mês, mas nunca vai diminuir de tamanho. Ou seja, o risco é baixo, mas a chance de ganhar muito dinheiro de uma só vez também é baixa.
Então, é isso: se quiser ganhar bastante em pouco tempo, precisa correr um risco maior. Se quiser deixar seu 13º salário num lugar mais seguro, vai ter um rendimento menor. Neste post, explicamos com um pouco mais de detalhes o investimento para iniciantes.

O que mais fazer com o 13º?

Os youtubers Willou e Watson fizeram um vídeo divertido para o Banco PAN falando mais do que fazer com o 13º salário. Vale a pena assistir!