Mais 6 dicas para você economizar com estilo

Controle
Seus Gastos
Por Rodrigo Chiodi
Para ter aquele look caprichado não precisa gastar muito dinheiro. Precisa apenas de bom gosto e um pouco de criatividade. As irmãs Pâmela e Drielly Drudi já tinham dado dicas num post anterior, mas agora elas estão de volta no vídeo abaixo com mais seis dicas.



Leia um pouco mais sobre as dicas do vídeo:
 

1. Moda não pode ser um vício

Fast fashion é o termo usado na indústria da moda desde meados da década de 2000 para dar nome àquilo que você já viu acontecer muitas vezes. Uma roupa entra em moda, mas, logo em seguida, ela sai de moda e outro look entra no seu lugar.

Por que acontece isso? Porque interessa para as marcas de roupa, que querem lançar novas modas e, assim, estimular as pessoas a renovar o guarda-roupa o tempo todo. Por exemplo, numa época, todo o mundo usava roupa xadrez. De repente, do nada, ninguém mais usa xadrez. Aí, a sua roupa xadrez, que estava nova, ficou esquecida no armário.
Resultado: você perdeu dinheiro porque a moda passou rápido.

Você não pode entrar nessa pilha do fast fashion. Use o seu estilo. Faça a sua moda, vista o que você ache que combina com você!
 

2. O tempo muda e o preço também

No verão, as roupas de inverno estão com preço mais baixo. E vice-versa. A explicação para isso é um modelo de economia muito simples e antigo: Lei de Oferta e Procura. Quando muitas pessoas querem a mesma coisa, o preço sobe. Quando ninguém quer aquilo, o preço cai.

Por exemplo, milhões de pessoas querem assistir à final da Copa do Mundo. Mas só cabem no estádio 80 mil pessoas. Ou seja, muita procura para pouca oferta. O que acontece? O preço sobe e o ingresso fica caríssimo. Já naquele jogo da quinta divisão do campeonato local, é o oposto. Ninguém quer assistir. O ingresso sai quase de graça. É pouca procura para muita oferta.

Com as roupas, a lógica é a mesma. No inverno, as roupas de verão têm pouca procura. Então, o preço cai porque as lojas precisam vendê-lo.

Aproveite isso comprando roupas de calor no inverno (e de frio no verão), quando existe pouca procura e muita oferta.
 

3. Internet é uma aliada

Já houve um tempo em que comprar roupa pela internet era um problema. Não dava para saber o tamanho nem o modelo certo. Hoje, os sites são bem claros.

A compra online tem uma grande vantagem, que é poder comparar preços e, assim, economizar. Você precisa sempre prestar atenção ao preço do frete para saber se fica mais barato do que comprar na loja da sua cidade.

Tem mais uma vantagem: se você não gostar da roupa ou se ela não servir, você pode trocar. Os sites normalmente dão até 30 dias para a troca.
 

4. Invista em peças coringas

Coringas são aquelas peças que vão combinar com tudo: cores básicas (brancas ou pretas) e jeans, por exemplo. Com isso, você vai economizar dinheiro. Porque você troca uma outras peça e pronto: você tem um segundo look.
 

5. Acessórios também vestem

Brinco, colar, pulseira, óculos, bolsa: tudo isso também faz parte do seu look. A mesma calça jeans e às vezes a mesma blusinha com uma pochete a mais já causou um visual novo.
 

6. Conforto acima de tudo

Esta talvez seja a dica mais importante. O seu visual importa, mas lembre-se do seu conforto. Você precisa se sentir à vontade.

Comentários

0 comentários