Veja as dicas do setor elétrico para você economizar energia

Maior seca dos últimos 91 anos prejudicou reservatórios de hidrelétricas; setor lança campanha com mote “Se desperdiçar, vai faltar”

Controle
Seus Gastos
Por Redacao PAN

 

Entidades ligadas ao setor elétrico do Brasil lançaram uma campanha para conscientizar a população a usar energia elétrica de forma racional, com dicas para economizar eletricidade.

O mote da campanha é “Energia elétrica: se desperdiçar, vai faltar”. No site oficial dela, é explicado como funciona o sistema de geração de energia no país e há dicas de como poupar.

Ela é promovida por Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e Ministério de Minas e Energia (MME)

A campanha visa conscientizar a população sobre a atual situação e a importância de não desperdiçar o recurso. Isso porque os reservatórios das hidrelétricas do país estão muito baixos devido à maior seca dos últimos 91 anos, segundo especialistas.

Campanha com dicas de como economizar energia

Homem mexe em laptop que está em seu colo com o site da campanha para economizar energia aberto na tela 

Para ajudar a todos, o site da campanha traz várias dicas de como economizar energia. Veja algumas delas:

Iluminação:

  • Substitua lâmpadas halógenas e fluorescentes por lâmpadas LED. 

  • Pinte as paredes do teto com cores claras. Além de refletirem melhor a luz natural, reduzem o consumo de iluminação artificial.

  • Apague as lâmpadas que não estiver utilizando, exceto aquelas que contribuem para a sua segurança.

  • Mantenha as janelas abertas e aproveite ao máximo a luz natural.

Máquina de lavar roupa:

  • Procure lavar o máximo de roupas possível de uma só vez.

  • Utilize a quantidade de sabão adequada para cada tipo de roupa.

  • Mantenha o filtro da máquina sempre limpo para que não seja necessário repetir a operação “enxaguar”.

  • Escolha máquinas com selo Procel ou classificação A do Inmetro.

Ferro de passar roupa:

  • Junte a maior quantidade de roupas possível para passar todas de uma vez só.

  • Utilize a temperatura indicada de acordo com cada tipo de tecido.

  • Aproveite o calor do ferro desligado para passar roupas de tecidos leves.

  • Sempre que possível, opte por vestir e comprar roupas de tecidos que não amassam.

Chuveiro elétrico:

  • Evite banhos demorados.

  • Feche a torneira enquanto se ensaboa.

  • Sempre que possível, ajuste a temperatura para a posição “verão”, pois em “inverno” o consumo é 30% maior.

  • Dê preferência aos sistemas solares para o aquecimento de água. Eles são mais econômicos e ainda ajudam a preservar o meio ambiente.

Geladeira:

  • Não seque roupa atrás da geladeira. Além de sobrecarregar o aparelho e aumentar o consumo de energia, você corre o risco de acidentes com choques elétricos.

  • Verifique regularmente o estado das borrachas de vedação. Isso auxilia no desperdício de energia.

  • Descongele e limpe a sua geladeira com frequência.

  • Regule o termostato adequadamente de acordo com a estação do ano.

  • Instale sua geladeira em um local ventilado, afastada da parede, dos raios solares, fogões e estufas.

  • Ao comprar, escolha as com selo Procel ou com classificação A do Inmetro.

  • Cuide bem da sua geladeira, não abra a porta a todo momento, não forre as prateleiras e não armazene alimentos quentes em seu interior.

Ar-condicionado:

  • Escolha corretamente o equipamento de acordo com o tamanho do ambiente.

  • Mantenha os filtros do aparelho limpos.

  • Regule adequadamente a temperatura.

  • Mantenha as janelas e portas fechadas sempre que estiver com o aparelho ligado.

  • Desligue o aparelho quando o ambiente estiver desocupado.

Computador:

  • Use notebook, é mais econômico. 

  • Sempre que possível, após 20 minutos sem usá-lo, coloque o para “dormir” ou "hibernar".

  • Desligue o computador da tomada quando não estiver usando.

Televisão:

  • Não deixe a TV ligada sem necessidade.

  • Não durma com a TV ligada, utilize o recurso “timer”.

  • Fique alerta ao utilizar o modo stand by, pois alguns aparelhos consomem energia mesmo quando estão desligados. 

Na prática, a campanha dá até dicas para ajudar o consumidor a economizar uma grana na conta de luz.

Seca reduz água de reservatórios de hidrelétricas

Foto da área de geração de energia de uma usina hidrelétrica 

O ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) define a atual seca (escassez hídrica) como a pior desde 1930, ou seja, em 91 anos. 

O órgão, responsável pela coordenação e controle da operação das instalações de geração e transmissão de energia elétrica no Sistema Interligado Nacional (SIN), também informa que, nos últimos 7 anos, os reservatórios das hidrelétricas receberam um volume de água inferior à média histórica. 

As hidrelétricas são a fonte de energia mais usadas no país. Elas usam água dos rios. Com a escassez de água e chuvas, foi necessário acionar usinas térmicas, cujo custo de produção é mais alto.

Por isso, a conta de luz dos brasileiros teve o acréscimo de uma taxa extra, para pagar esse custo maior. É a chamada bandeira tarifária.

Se no seu estado continuou a chover, nada muda. Isso ocorre porque o sistema de elétrico do Brasil é todo interligado. Então não adianta nada chover numa região e não chover na outra. A transmissão fica desequilibrada do mesmo jeito. 

Não é só a produção de energia que a seca afeta. Veja os efeitos do clima no preço dos alimentos e no seu bolso. e o clima influem.