Como saber se um site é seguro?

Veja como se prevenir na hora de navegar na internet para não cair em fraudes

Controle
Seus Gastos
Por Redacao PAN

A internet está cheia de lugares incríveis para explorar e descobrir. Na rede, é possível aprender, ensinar, comprar, vender e realizar outras tarefas da sua rotina diária, como pagar contas. 

Contudo, é importante saber se você está em um site seguro para não se expor a possíveis ameaças que podem roubar suas informações e utilizá-las sem permissão.

Como descobrir se um site é seguro? 

 Imagem mostra um homem de frente. Ele está sentado em frente a um computador, olhando fixamente para a tela. 

Imagine acessar um site para realizar uma pesquisa ou assistir a um vídeo e descobrir que programas maliciosos tiveram acesso ao seu computador? 

Essa ameaça invisível pode deixar suas informações expostas, como dados do cartão de crédito, número do CPF, do RG e até mesmo o seu histórico bancário. 

Para não passar por essa situação chata e até perigosa, existem sinais que você deve observar ao acessar uma página para identificar se está em um site seguro.

  1. HTTPS e Cadeado

Na barra de endereço do seu navegador, aquela em que você coloca o endereço do site, verifique se antes do WWW aparece a sigla HTTPS. 

Essa sigla significa, em português, Protocolo de Transferência de Hipertexto Seguro. Ou seja, mostra que aquele site segue normas de segurança para proteger seus dados de possíveis golpes digitais.  

Junto ao HTTPS também deve aparecer um símbolo de cadeado para garantir que a sua conexão está realmente segura. Caso não apareça, evite informar os seus dados. Você pode ficar exposto a golpes na internet. 

Mas atenção: o HTTPS não garante 100% que você está livre de riscos. Muitos sites falsos conseguem incluir a sigla em seus endereços para se passarem por legítimos.  

  1. Selos de segurança

Os selos de segurança são muito comuns em lojas online. A ideia é que eles tragam um pouco de tranquilidade para os consumidores na hora de inserir suas informações pessoais. 

Eles são uma boa referência de segurança do site. 

Mas atenção: eles  podem ser copiados de qualquer lugar e inseridos ali sem nenhuma garantia de que o ambiente é realmente seguro para o compartilhamento de dados. 

É possível clicar nos selos para conferir a veracidade deles. Contudo, segundo um artigo sobre segurança na internet publicado pela AVG, empresa que desenvolve programas de proteção contra vírus, é necessário ter cautela. 

  1. Política de Privacidade

Sites de empresas sérias e confiáveis em geral trazem explicações de suas políticas de privacidade. 

Essa prática, obrigatória em muitos países, tem como intenção informar ao cliente como aquele site lida com os dados informados e o que pretende fazer com eles. 

Mesmo que você não entenda o que está escrito, por conta de termos legais e técnicos que aparecem em muitas páginas com política de privacidade, saber que o site se preocupou em informá-las já é um bom sinal de sua veracidade. 

  1. Use ferramentas que verificam a autenticidade dos sites

Existem algumas ferramentas que podem te ajudar a identificar se o site é verdadeiro ou não. É o caso do site Posso Confiar?, desenvolvido pela Axur, empresa de monitoramento de ameaças digitais, ou o site Who Is?

Você digita o endereço que está procurando informação e a plataforma diz se aquele site é verdadeiro e confiável ou falso. 

  1. Preste atenção na URL

Antes de clicar em um link, confira para onde ele vai te levar. Muitas vezes algumas pessoas caem em golpes por não ler direito o que estão clicando. Sites maliciosos criam endereços semelhantes aos originais para atrair clientes distraídos. 

Cuidado! Você pode acabar inserindo os seus dados em sites falsos e disponibilizando informações para criminosos de forma gratuita. 

 Quadro traz 6 dicas para saber se um site é seguro

Como saber se um link é seguro? 

Existe uma regra básica da internet: não clique em links enviados por e-mails com remetente desconhecido, encontrados em sites duvidosos ou compartilhados via WhatsApp e outras redes sociais. 

Um link desconhecido pode estar carregado de vírus projetados para danificar seu computador ou celular. Em alguns casos os vírus podem roubar seus dados pessoais, como número de cartão de crédito, senha de banco e causar problemas futuros. 

É possível utilizar algumas ferramentas para checar o link antes de acessá-lo: 

Norton Safe Web: uma ferramenta que você instala diretamente em seu navegar e que revela possíveis ameaças virtuais. Ele analisa os sites que você visita e descobre se eles possuem programas maliciosos que podem prejudicar a sua segurança. 

Google Transparency Report: é um serviço criado pelo próprio Google e que também verifica a veracidade de links. Basta copiar e colar o link desejado no campo de busca da ferramenta para receber uma análise completa sobre os riscos de vírus e sites maliciosos. 

Como saber se um site de compras é seguro? 

Realizar compras pela internet se tornou uma realidade na vida de muitos brasileiros ao longo dos últimos anos.  

Segundo um levantamento divulgado pela CNDL (Confederação Nacional dos Dirigentes de Loja) e pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) em maio de 2021, 91% dos consumidores brasileiros compraram pela internet nos últimos 12 meses. 

Por isso, é importante adotar algumas precauções antes de colocar o cartão de crédito para trabalhar. Veja algumas delas.

  1. Pesquise a reputação da loja

Se você está em dúvida sobre determinada loja, um bom ponto de partida para investigar sua veracidade é acessar o site do Reclame Aqui

A plataforma reúne inúmeras empresas de diversos setores, com reclamações feitas pelos clientes. Por ali você encontra ocorrências que vão desde a falta de atendimento até problemas encontrados durante a compra.  

Pelo Reclame Aqui é possível saber se a loja tem muitas reclamações abertas, se elas foram solucionadas e, também, quanto tempo ela demora para responder. 

  1. Prefira pagamento no crédito

As empresas de cartão de crédito estão preparadas para verificar operações fraudulentas. Em alguns casos, se os seus dados foram utilizados de forma indevida, a operação pode ser  cancelada até na hora. 

Quando você recebe a sua fatura e encontra compras desconhecidas, deve entrar em contato com a operadora para solicitar a revisão e estorno da compra. Além disso, é importante cancelar o cartão atual e pedir um novo.

  1. Suspeite de descontos altos

Imagine que você está pesquisando por um celular novo. Diariamente entra no site de diversas lojas online e compara valores e modelos que são adequados à sua necessidade. 

Certo dia você recebe um anúncio em suas redes sociais com uma super promoção de celulares em uma determinada loja. Mas, ao clicar no anúncio, é direcionado para um site falso, que irá roubar as suas informações pessoais para uso em compras ilegais. 

É possível evitar essa situação desagradavel suspeitando de anúncios com descontos muito altos de um produto de valor elevado, como é o caso de eletrônicos e eletrodomésticos. 

Além disso, evite finalizar a compra diretamente pelo link que você recebeu. Abra uma nova aba, digite o endereço da loja e pesquise pelo produto. Se a promoção realmente for verdadeira ela irá aparecer na página oficial. 

Lembre-se: a internet está repleta de promoções que são exclusivas e podem ser uma boa oportunidade para adquirir um produto. Por isso, é importante saber como aproveitar esses descontos sem cair numa furada.