Comprar uma motocicleta é o sonho de muitas pessoas, e os leilões são cada vez mais procurados por oferecerem preços atrativos para veículos em ótimo estado, a exemplo da moto de leilão, que é um sucesso de buscas na internet.

Em eventos como esses você pode encontrar boas ofertas de motocicletas que foram apreendidas por irregularidades dos antigos proprietários ou até modelos que já pertenceram a órgãos públicos.

Saiba tudo sobre o processo de compra de moto de leilão, quais cuidados você deve ter e como regularizar o veículo após a aquisição.

COMO FUNCIONA UM LEILÃO DE MOTOS?

Existem diversos tipos de leilões. A maioria desses eventos são conduzidos por leiloeiros oficiais em vez dos donos dos veículos.

Um leilão pode ser feito presencialmente ou pela internet e há 4 tipos de lance:

  1. Máximo: o maior valor oferecido por um lote;

  2. Mínimo: um comitê define o valor mínimo a ser oferecido pela moto. Quando esse valor não é alcançado, o comitê decide se aceita ou não a oferta proposta;

  3. Automático: nesse caso, nem mesmo o leiloeiro sabe o valor do lance registrado no momento do cadastro e quem deu o maior adquire a moto;

  4. Bônus: em caso de empate do lance automático, é o lance bônus (também informado no momento do cadastro) que decidirá o vencedor.

As motos de leilão são vendidas de acordo com o regimento do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), ou seja, tudo dentro da legalidade. Por isso, não se preocupe, afinal, é uma maneira confiável de adquirir esses bens.

COMO COMPRAR UMA MOTO DE LEILÃO?

Existem várias modalidades de leilão,que podem ser ótimas oportunidades para encontrar boas ofertas do modelo de moto que você sonha ter.

Apreensões

Os leilões de apreensões realizam a venda pública de veículos que estão sob a guarda de autoridades públicas. 

Quando um veículo é apreendido por agentes de trânsito por causa de irregularidades, o proprietário tem um prazo de até 5 dias para regularizar as pendências.

Enquanto essa regularização não é feita, o Detran (Departamento Estadual de Trânsito) aplica taxas que aumentam a cada dia. 

Muitos donos desistem de recuperar a moto por causa dos custos com as multas, despesas com guincho e as diárias do depósito, que podem ultrapassar até mesmo o valor original do veículo. Aí a moto vai a leilão.

Montadoras

Os leilões de montadoras costumam ser feitos quando os fabricantes vão lançar algum modelo novo de moto no mercado e precisam liberar espaço em seus pátios, ocupados por motocicletas mais antigas. 

Recuperação financeira

Os leilões de recuperação financeira geralmente são promovidos por instituições financeiras e são realizados quando uma pessoa financiou um veículo e não pagou as parcelas, o que a levou à inadimplência. 

Órgãos públicos

Nesse caso,  os leilões arrematam veículos oriundos de autoridades e órgãos do governo. Eles são mais comuns quando a frota utilizada será atualizada.

Pessoas físicas

Essa é uma forma de comprar moto de leilão que tem crescido cada vez mais nos últimos anos. Nesse caso, uma pessoa cadastra o veículo em um site de leilões e quem faz o maior lance é o comprador.

QUAIS CUIDADOS DEVO TER PARA COMPRAR UMA MOTO DE LEILÃO?

Agora que você já conhece os principais meios de comprar uma moto de leilão, confira os principais cuidados que você deve ter para fazer uma aquisição segura e sem problemas no futuro.

Escolha um site de leilão confiável

O primeiro passo é não ter pressa e pesquisar. Não se deixe levar pelo impulso e tenha a internet como uma aliada nesse momento. 

Pesquise diferentes sites, veja o que as pessoas falam dele nas redes sociais e procure saber as vantagens de cada leilão.

Para evitar cair em fraudes, verifique se o site possui um endereço físico e se ele possui registro na Junta Comercial de seu estado, isso é um indicador de que os leiloeiros por trás da página são profissionais autorizados a atuar no setor.

Veja a descrição da moto no anúncio

Não se encante apenas pelas fotos da moto. Analise os dados da oferta no anúncio para avaliar se o veículo possui as especificações que você busca. Se tiver dúvidas, busque contatar os leiloeiros.

Dessa forma, você encontrará o modelo ideal para realizar esse sonho de adquirir uma moto de leilão.

Confira o edital do leilão

Um leilão de credibilidade deve ter um edital no qual você pode efetuar uma leitura cuidadosa sobre cada ponto. É nesse documento que devem constar dados sobre a propriedade da moto e o valor mínimo de lance, por exemplo. 

Tenha em mente que informação nunca é demais, inclusive quando envolve a aquisição de uma moto.

COMO REGULARIZAR UMA MOTO DE LEILÃO?

Rodar com moto de leilão é permitido desde que o veículo esteja devidamente regularizado e não tenha sido arrematado em leilões de sucata, ou seja, a motocicleta deve estar em boas condições.

A regularização de uma moto de leilão é simples e exige os mesmos processos de um veículo adquirido de outro proprietário e deve ser feita em até 30 dias após a compra.

Para dar entrada na regularização, você deve se dirigir até o Detran de sua cidade com os documentos pessoais, CPF e CNH, e os fornecidos pelo leilão, que serão do antigo proprietário e do veículo.

Caso a moto tenha alguma dívida em aberto, o proprietário anterior é o responsável por pagá-las. Certifique-se de que as despesas estejam em dia antes de arrematar a moto no leilão.

Já o pagamento do IPVA, a partir do ano em que a moto foi adquirida, será uma responsabilidade do comprador.

Você sabia que comprar um carro usado também pode ser mais barato do que adquirir um 0 km? Aproveite e confira dicas e informações que podem te ajudar na escolha.