O que você vai ler neste artigo:

A segunda fase do resgate de dinheiro esquecido nos bancos já tem um mês marcado para acontecer: será em maio. No total, há mais de R$ 4,1 bilhões a serem restituídos a clientes bancários neste segundo calendário. 

Dessa maneira, os brasileiros que fizeram a consulta no sistema do Banco Central e viram que não têm valores a receber no momento têm uma nova esperança. De repente, eles têm uma grana à espera.

Essa segunda fase, prevista para o dia 2 de maio, vai ocorrer porque o Banco Central dividiu as contas que serão consultadas. 

Na primeira fase, o Banco Central liberou consulta a certos tipos de contas de bancos parceiros. Na segunda, vai liberar acesso a outros tipos de contas, até de bancos que não firmaram parceria.

PRIMEIRA FASE DE CONSULTA AO DINHEIRO ESQUECIDO NOS BANCOS

A primeira fase do resgate de valores começou nesta segunda-feira (14). Por enquanto, são cerca de R$ 3,9 bilhões a serem devolvidos por causa das seguintes situações: 

  • contas encerradas com saldo disponível

  • tarifas e parcelas cobradas indevidamente

  • cotas de capital e rateio de sobras líquidas de beneficiários

  • participantes de cooperativas de crédito e recursos não procurados relativos a grupos de consórcio encerrados.

No entanto, de acordo com o Banco Central, há um total em torno de R$ 8 bilhões a serem devolvidos.

Na segunda fase, novos valores referentes a outras modalidades financeiras entrarão no sistema. Veja quais são elas:

  • tarifas e parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente, com parceria assinada ou não com o BC;

  • saldos de contas de pagamento, sejam pré-pagas ou pós-pagas;

  • contas encerradas em corretoras ou distribuidoras de títulos mobiliários

  • outras situações que impliquem em valores a devolver reconhecidas pelas instituições.

SAIBA CONSULTAR OS VALORES

No site do SRV há um passo a passo para o resgate dos valores. Veja abaixo quais são essas etapas:

  1. Entre no site do SRV;

  2. Use o CPF ou CNPJ que você quer para consultar se tem valores a receber;

  3. Se houver alguma quantia para você receber, o sistema vai informar a data em que você poderá consultar qual é esse valor e solicitar o resgate do saldo existente. Veja abaixo o calendário:

O agendamento será feito para um desses períodos: 14h às 14h ou 14h às 24h. Se  você esquecer ou perder a data e o período, o Banco Central informa que basta consultar novamente: será dada a mesma informação.

  • Leia também: Auxílio Brasil será pago a 18,05 milhões de famílias em fevereiro

No dia e hora informados, é necessário voltar ao site do SRV para saber qual é o valor a resgatar e agendar o resgate. Mas, para isso, será necessário antes ter um login no sistema Gov.br.

Se não tiver ainda, faça seu cadastro gratuito no site ou pelo App Gov.br (Google Play e App Store). Você vai precisar de um cadastro Gov.br nível prata ou ouro para solicitar os recursos. Não será possível acessar o sistema com login Registrato.

Depois de ter um login e senha nesse sistema, entre no site do SRV para poder solicitar sua transferência. Se você perder sua data de resgate, há duas possibilidades:

  • voltar na data de repescagem de seu grupo, que é sempre em um sábado; ou

  • voltar ao site do SRV em outro dia: o sistema informará uma nova data para retorno.

CUIDADO COM OS GOLPES

A popularidade do SRV foi tão grande que, além de sair do ar devido ao alto número de acessos, o sistema virou “isca” para golpes que usam o nome dele para fazer vítimas.

Por isso, o Banco Central emitiu alerta para que o cidadão não caia em golpes. Veja abaixo algumas dicas para evitá-los:

  • O único site para consulta ao SVR e para solicitação de valores é valoresareceber.bcb.gov.br.

  • O Banco Central NÃO envia links NEM entra em contato com o cidadão para tratar sobre valores a receber ou para confirmar seus dados pessoais.

  • NINGUÉM está autorizado a entrar em contato com o cidadão em nome do Banco Central ou do Sistema Valores a Receber.

  • Portanto, o cidadão NUNCA deve clicar em links suspeitos enviados por e-mail, SMS, WhatsApp ou Telegram.

  • O cidadão NÃO deve fazer qualquer tipo de pagamento para ter acesso aos valores. É golpe!

Neste início de 2022, houve também a liberação do saque-calamidade do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) a moradores de cidades afetadas pelas chuvas intensas. Descubra quem pode pedir e como fazer.