13º salário do INSS começa a ser depositado dia 25 de maio

Benefício foi antecipado por causa da pandemia; veja as datas

Renda
Extra
Por Rodrigo Chiodi

A 1ª parcela do 13º do salário de aposentados e pensionistas do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) foi antecipada por causa da pandemia e começará a ser depositada a partir da próxima terça-feira (25).

As 2 parcelas do 13º salários do INSS, antecipadas para maio e junho, serão creditadas na mesma data em que ocorrem depósitos de aposentadorias, pensões por morte e demais benefícios do órgão, seguindo o decreto publicado no Diário Oficial da União no início do mês.

As datas estão sendo informadas no site e no aplicativo Meu INSS e distribuídas de acordo com o dígito final do benefício, começando com os segurados de final 1 e terminando com os de final 0. 

Datas dos depósitos do 13º do INSS

As datas do depósito seguem dois calendários diferentes, de acordo com o valor de aposentadoria, auxílios e pensões recebido pelo beneficiário.

Veja abaixo como fica o calendário de pagamento do 13º salário do INSS para quem recebe benefícios de até 1 salário mínimo:
02_Desktop_13_Salario_INSS _002_.png

Leia também: INSS volta a bloquear benefícios por falta de prova de vida

Veja abaixo como fica o calendário de pagamento do 13º salário do INSS para quem recebe benefícios acima de 1 salário mínimo:

Tributação de IR

Mulher idosa sentada em frente ao notebook cromado. Ela usa óculos e traz nas mãos folhas de papel. Do seu lado direito, homem idoso sentado mexe no notebook
A 1ª parcela do 13º do salário do INSS é isenta de Imposto de Renda e equivale à metade do benefício mensal bruto pago pelo INSS. O imposto, quando for devido, só é cobrado na 2ª parcela.

A  tributação varia conforme a idade. O segurado de até 64 anos paga Imposto de Renda se receber acima de R$ 1.903,98. De 65 anos em diante, a tributação só é cobrada para benefícios superiores a R$ 3.807,96.