2ª parcela do auxílio emergencial é paga a nascidos em agosto

Beneficiários do Bolsa Família com NIS final 6 também recebem o crédito

Controle
Seus Gastos
Por Rodrigo Chiodi

A Caixa Econômica Federal deposita nesta terça-feira (25) a 2ª parcela do auxílio emergencial de 2021 para novos grupos. O crédito para o público geral é para nascidos em agosto.

Já os beneficiários do Bolsa Família que recebem o pagamento nesta terça são aqueles com NIS (Número de Identificação Social) terminado em 6.

Leia também: Auxílio emergencial 2021: beneficiários podem ser revistos a cada etapa 

O valor desta parcela é de R$ 250. Há apenas duas exceções: mulheres que chefiam famílias sozinhas, que recebem R$ 375, e pessoas que moram sozinhas, cujo valor é de R$ 150. 

Nesta etapa, o calendário do auxílio emergencial prevê apenas o depósito dos valores em conta poupança digital. O valor poderá ser usado por meio do aplicativo Caixa Tem. Num outro momento, haverá liberação para saque e transferências.

O Caixa Tem permite compras em supermercados, padarias e outros estabelecimentos. Também é possível pagar contas de água, luz, gás, entre outros boletos.

Os pagamentos desta parcela continuarão até o dia 30, conforme o mês de aniversário dos beneficiários. A partir do dia 31, os valores começam a ser liberados para transferências ou saques, também de acordo com a data de nascimento. 

2ª parcela foi antecipada

Pessoa opera máquina de autoatendimento bancário 

O pagamento da 2ª parcela do auxílio emergencial foi antecipado pelo governo federal. O anúncio da antecipação ocorreu no último dia 13. 

Os valores começaram a ser creditados nas contas dos beneficiários no dia 16 de maio, para nascidos em janeiro. O término previsto para o dia 30 é para os nascidos em dezembro. Veja abaixo o calendário do pagamento da parcela 2 do auxílio:

Quadro mostra calendário do pagamento da parcela 2 do auxílio emergencial nas contas de poupança social digital

A possibilidade de transferência e/ou saques dos valores, prevista para o dia 31, também é uma antecipação da data divulgada inicialmente.

O calendário anterior previa fazer os créditos nas contas de poupança digital entre 16 de maio e 16 de junho, e a liberação para os saques entre 8 de junho e 8 de julho. 

Não é a primeira vez que a Caixa antecipa datas em relação ao auxílio emergencial: o mesmo aconteceu com o calendário de saques da 1ª parcela