Febraban oferece cursos gratuitos de capacitação profissional a negros

Iniciativa tem duração de 2 meses e foca em conteúdos para o mercado financeiro

Controle
Seus Gastos
Por Redacao PAN

A Febraban, a Federação Brasileira de Bancos, informou num comunicado que vai oferecer cursos gratuitos de capacitação profissional a jovens negros e negras formados pelo Programa CiberEducação Cisco do Brasil

A iniciativa busca ampliar o acesso de afrodescendentes no mercado de trabalho, especialmente no setor financeiro. 

O programa já formou 1.750 profissionais de cibersegurança nos últimos 12 meses, sendo 43% destes negros ou pardos autodeclarados. 

A entidade afirma que, assim, ajudou no desenvolvimento da nova geração de jovens talentos de segurança cibernética do país.

A Febraban disse que os cursos terão duração de 96 horas, com capacitação online. Haverá aulas ao vivo e conteúdo em EAD (ensino à distância). 

Veja abaixo os conteúdos que estarão disponíveis no curso:

  • relacionamento interpessoal

  • planejamento de carreira com abordagem de métodos ágeis

  • LinkedIn

  • comunicação empresarial

  • educação financeira

Além disso, haverá conteúdos técnicos sobre os mecanismos de funcionamento do Sistema Financeiro Nacional, Macroeconomia e Prevenção à Lavagem de Dinheiro. 

Esses são temas considerados essenciais para atuação em instituições financeiras.

Saiba como participar

Uma mulher negra, óculos de armação transparente, cabelo curto raspado na lateral, camisa social jeans de manga arregaçada até a altura do cotovelo, uma blusa listrada branca e preta por baixo, faz anotações numa folha de papel. Ela está sentada numa cadeira cinza. Pelo fundo, com imagem distorcida, é possível perceber que ela está em casa.

Para participar dos cursos gratuitos de capacitação, os interessados devem cumprir poucas etapas. São elas: 

  • Responder a um questionário com dados pessoais, declaração de etnia, interesse no mercado financeiro, disponibilidade e compromisso

  • Além disso, devem submeter uma carta de candidatura detalhando o próprio perfil, motivações pessoais e as razões que levaram à escolha pela formação.

A iniciativa da Febraban faz parte do projeto Somamos, que é resultado da evolução do “Programa Febraban de Educação para Diversidade”.

Ao todo, já foram capacitadas 12 turmas em São Paulo (2018-2019) e Salvador (2020). 

Dos 321 jovens formados em São Paulo, 191 terminaram o curso já empregados em companhias do segmento financeiro, da indústria e do setor de serviços. 

Os alunos ocuparam prioritariamente posições de estágio e foram contratados como empregados efetivos também em áreas como comercial, sustentabilidade, auditoria e jurídico.

Veja ainda as dicas da Febraban para fazer compras seguras neste Natal.