Como comprar presentes de Natal mais baratos e sem filas

Controle
Seus Gastos
Por Rodrigo Chiodi
Todos os anos no Natal, é sempre a mesma história: os shoppings e os centros das cidades ficam lotados. Quanto mais perto do dia 24 de dezembro, pior.

Tanto que em algumas cidades, como em Campos (RJ), a Câmara de Dirigentes Lojistas já pediu
para que as pessoas façam as compras com antecedência. A ideia é não ter aglomeração por causa da pandemia.

Em outras cidades, o comércio até vai ficar aberto por mais tempo, como em Poços de Caldas (MG), para que não tenha aglomeração. Mas isso não vai acontecer em todo lugar. Tudo vai depender de como está o número de casos de Covid-19 em cada região.

Como saber os horários de pico?

No ano passado, 13 milhões de pessoas deixaram para fazer as compras de Natal no último fim de semana. Isso é muita coisa. Na prática, é um 1 em cada 10 consumidores indo para as lojas ao mesmo tempo.

Neste ano, o problema não são só as filas. É a aglomeração e o risco de se contaminar com o coronavírus poucos dias antes das festas de Natal e Ano Novo, quando você talvez vá encontrar outras pessoas. E aí você pode transmitir o vírus para parentes e amigos, inclusive do grupo de risco.

Por isso, neste ano não é só uma questão de evitar filas. É principalmente uma questão de saúde.

Uma dica para você saber se um shopping ou loja tem mais movimento é procurar pelo nome dele no Google. No canto direito, costuma aparecer um gráfico, que mostra os horários de maior movimento.

Veja um exemplo abaixo de um shopping qualquer de São Paulo.

Quarta-feira, às 8 da noite, costuma ser pouco movimentado. Então, é uma boa opção.

Sábado, às 3 da tarde, costuma ser muito movimentado. Então, é melhor evitar.

Ok, a ferramenta do Google é apenas uma previsão que pode falhar. Mas é melhor consultar o Google do que ir às compras só com base na sua intuição.

Como comprar online mais barato?

Se você for fazer compras online, uma boa ideia é comparar preços antes de comprar. Existem alguns sites que ajudam você a fazer isso. Alguns muito conhecidos são: Eles funcionam mais ou menos do mesmo jeito: você busca um produto e eles mostram os preços em diferentes lojas online. Aí, você clica e vai para o site da loja.

Não se esqueça de entrar em várias lojas e colocar o frete da sua cidade. Às vezes, depois que você coloca o seu CEP e soma o valor do frete, aquele site que tinha o preço mais baixo acaba não valendo tanto a pena. Então, gaste um tempo pesquisando o custo total de preço mais frete.

Dicas extras

A influenciadora Ana Bochi deu algumas dicas de como economizar no Natal no canal Pra Fazer Mais, do PAN.