INSS libera prova de vida por meio digital

De acordo com o órgão, mais de 5 milhões de aposentados e pensionistas podem realizar prova de vida por biometria facial

Controle
Seus Gastos
Por Rodrigo Chiodi

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) divulgou, no dia 13 de maio, que voltará a bloquear benefícios de segurados que moram no Brasil e não tenham feito a prova de vida. Porém, o órgão ampliou o recurso de biometria facial para apresentação da prova de vida por meio digital, para evitar deslocamentos durante a pandemia.

Dessa forma, cerca de 5,3 milhões de beneficiários podem fazer a prova de vida digitalmente, diz o instituto. Nem todos os segurados, no entanto, poderão realizar o procedimento por esse meio. Caso a pessoa não consiga, deve pedir ajuda no chat do aplicativo. E pode ser que ela não seja uma das selecionadas para esse meio.

Conforme portaria publicada no Diário Oficial, a rotina de bloqueio começará pelos beneficiários que não fizeram a comprovação de vida em nenhum canal. Eles serão selecionados para fazer parte do primeiro lote de comprovação por biometria facial. “O INSS identificou cerca de 160 mil beneficiários que deveriam ter feito a prova em fevereiro de 2020”, diz o órgão. 

Quem estiver com a prova de vida pendente também será notificado pelo Meu INSS quando fizer o acesso, segundo o INSS. Em seguida, haverá o direcionamento para a realização da prova de vida por meio da biometria facial no aplicativo gov.br. É preciso baixar o aplicativo nas lojas virtuais (Meu Gov.br na Play Store ou Meu Gov.br na App Store).

Datas para aposentados do INSS apresentarem prova de vida

A partir da competência de junho de 2021, o INSS começará, de forma escalonada, a bloquear os benefícios de pessoas que não comprovaram vida. Veja abaixo como fica o calendário com datas limite para cada beneficiário fazer sua prova de vida:

02_INFO_desktop_prova_de_vida _002_.png

Como fazer a prova de vida do INSS?

03_Desktop_Prova_de_Vida _002_.png

A prova de vida é obrigatória para os segurados do INSS que recebem seu benefício por meio de conta corrente, conta poupança ou cartão magnético. Assim, todos os anos os beneficiários devem comprovar que estão vivos para evitar fraudes e pagamentos indevidos de benefícios.

Ela pode ser feita por aplicativo ou site Meu INSS ou Gov.br, por meio de tecnologia de reconhecimento facial, ou nas instituições bancárias onde o beneficiário recebe o benefício. No segundo caso, é necessário levar um documento de identidade à agência bancária.

Em algumas agências, o beneficiário consegue realizar o procedimento pelos terminais de autoatendimento. Nesse caso, ele é feito pela biometria.

Para quem optar por fazer a prova de vida pelo aplicativo, basta clicar em '' Realizar Validação'' e autorizar o uso da câmera de seu celular. Para confirmar a identidade, deverá preencher informações de seu documento.

O passo a passo completo está disponível aqui e também no vídeo abaixo:

Em caso de dúvidas, o INSS disponibiliza a central de atendimento 135 e também o chat virtual disponibilizado pelo próprio aplicativo Meu INSS.