O que é a taxa CDI?

Entender o que é a taxa CDI ajuda a escolher melhores investimentos

Renda
Extra
Por Redacao PAN

Uma dúvida muito comum para quem deseja saber mais sobre investimentos ou está começando agora nesse mundo diz respeito é: o que é a taxa CDI?

Essa taxa está presente na rentabilidade de uma série de investimentos, por isso é bom entender do que se trata.

Taxa CDI: o que é?

CDI significa Certificado de Depósito Interbancário. Ele é um título que instituições financeiras emitem e negociam entre si. Ou seja: pessoas físicas não podem “investir” em CDI, pois tudo é feito entre bancos.

O CDI existe para que os bancos possam emprestar e pegar emprestado dinheiro entre eles. Isso acontece literalmente de um dia para o outro, para que possam finalizar o dia com o caixa no azul, sem “dever” nada.

O Banco Central determina que os bancos devem terminar o dia com saldo positivo em seu caixa. A exigência é uma medida de segurança para aumentar a estabilidade do sistema financeiro.

Só que às vezes isso não acontece. Por exemplo: imagine que em um dia de pagamento um banco teve mais saques do que o normal, e o valor dos saques foi maior do que o dos depósitos.

Dessa forma, a instituição poderia fechar o dia no vermelho. Mas ela pode pegar dinheiro emprestado de outro banco e, assim, fechar o caixa do dia no azul.

No dia seguinte, o banco que pegou o empréstimo paga a dívida com a outra instituição, com juros.

Esses juros são a taxa CDI. Ou seja, ela mostra quanto os bancos estão ganhando juros ao emprestar grana para outras instituições.

Como a taxa CDI é calculada?

Ilustração mostra 5 pilhas de moedas, sendo a menor à esquerda e a maior, à direita, dando a sensação de aumento. Abaixo, uma tela de computador exibe gráficos, simbolizando variação da taxa CDI. A arte tem tons azuis e amarelados.]

A taxa do Certificado de Depósito Interbancário é calculada pela B3, a Bolsa de Valores oficial do Brasil. Esse cálculo é feito todo dia a partir dos empréstimos realizados entre os bancos. Com as taxas de cada dia, a B3 calcula a média mensal e anual do CDI.

A média anual do CDI está em 4,15% em junho de 2021, de acordo com o site da B3.

Qual o uso da taxa CDI?

Ela é a referência de quanto vão render muitas aplicações financeiras de renda fixa pós-fixadas.

Só para relembrar, os investimentos de renda fixa são divididos entre:

  • Investimentos com taxa de rendimento prefixada, quando no momento do investimento sabe-se quanto aquela aplicação vai render, pois o percentual de rendimento é fixado antes da realização da aplicação;
  • Investimentos com taxa pós-fixada, quando o rendimento é definido no vencimento da aplicação (ou seja, na retirada do dinheiro) e é atrelado a um índice, que pode variar ao longo do tempo.

CDB (Certificado de Depósito Bancário), LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) são exemplos de aplicações que usam a taxa CDI para definir seus rendimentos, que podem ser o total dessa taxa ou uma parte dela.

No caso dos investimentos que são pós-fixados, como a taxa CDI, pode variar ao longo do tempo, não se sabe exatamente qual será o percentual de rendimento da aplicação quando ela é realizada. Sabe-se apenas que o índice que servirá como base é o CDI.

O que quer dizer um investimento que rende 100% do CDI?

No universo dos investimentos de renda fixa, muitas vezes é dito que um determinado investimento rende algum percentual do CDI. Algumas opções apresentam rendimento de 90% do CDI, ou de 100% e, em alguns casos, até mesmo 130% do CDI.

Isso quer dizer que, quando alguma aplicação de renda fixa rende, por exemplo, 100% do CDI, sua rentabilidade será igual à variação do índice entre o momento da aplicação e a hora do resgate (ou seja, até o vencimento).

Vamos supor que você faça hoje uma aplicação de R$ 100 para resgatar daqui a um ano e que sabe que ele vai render 100% do CDI. Daqui um ano, na hora do resgate, a taxa CDI foi 4%. Então, você vai resgatar R$ 104 - o valor inicial que aplicou mais 100% da taxa, que ficou em 4%.

Por isso, ao escolher investimentos que usem esse índice como referência, o ideal é que eles rendam pelo menos 100% do CDI.

Relação entre CDI e taxa Selic

Foto de notas de 100 reais em toda a imagem 

A taxa CDI e a Selic caminham juntas e são referência para muitos investimentos.

A Selic é a taxa básica de juros da economia brasileira e serve para definir todos os juros do país (juros de empréstimos, financiamentos e, como falamos, investimentos). Ela é definida pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central. 

Ela é a base do que o governo federal paga de juros quando pega empréstimos.

Se a Selic estiver muito mais alta do que a taxa CDI, os bancos vão preferir emprestar dinheiro ao governo do que a outras instituições.

Por outro lado, se a taxa CDI estiver mais alta do que a Selic, os juros do depósito interbancário estarão mais altos e, como consequência, fica mais caro para os bancos pegarem esse tipo de empréstimo. Por isso, de forma geral, as taxas Selic e CDI estão sempre próximas.

Agora que você aprendeu mais sobre a Taxa CDI, um dos principais índices de investimentos de renda fixa, veja 5 dicas para começar a investir agora mesmo!