Veja dicas de estágios e cursos gratuitos para melhorar a vida dos jovens

Pesquisa do FGV Social mostra que 47% dos jovens querem sair do país; veja oportunidades para mudar essa perspectiva

Renda
Extra
Por Redacao PAN

 

Quase metade (47%) dos brasileiros entre 15 e 29 anos gostaria de morar no exterior por falta de perspectivas de trabalho, de acordo com dados do Atlas das Juventudes, elaborado pela FGV Social. 

É compreensível: eles estão entre os grupos mais afetados pela pandemia no quesito emprego.

 Embora haja esse desalento na juventude, há um outro lado. Existe um monte de opções de cursos gratuitos e mesmo vagas sendo abertas para estágios e empregos, que podem ser aproveitados por aqui mesmo. 

Veja uma lista abaixo para te estimular a não deixar a peteca cair num momento de pandemia.  

1. Estágio

O Instituto Euvaldo Lodi (IEL) tem 1.322 vagas de estágio abertas em vários estados e no Distrito Federal. Em Goiás, são 854 vagas. As bolsas chegam a R$ 2 mil. Há também oportunidades no Amazonas, em Minas Gerais e em Santa Catarina, por exemplo, onde as bolsas podem chegar a R$ 4,5 mil. 

As vagas são destinadas a estudantes de nível superior em Marketing, Administração, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Recursos Humanos, Engenharia da Computação, Direito, Educação Física, Engenharia de Produção, Gastronomia, Jornalismo, Pedagogia e muitas outras. 

Quem estiver interessado pode procurar mais informações pelo site do IEL ou pelas redes sociais (Facebook e Instagram). 

Há também oportunidades em outras entidades, como o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), que oferece vagas para jovens aprendizes, por exemplo. É possível filtrar opções por estado. 

O CIEE aconselha os estudantes a manter o cadastro atualizado dentro do site para receber avisos sobre ofertas de estágio personalizadas. O serviço é gratuito. 

Também é possível gravar vídeos e fazer testes comportamentais para melhorar a impressão diante dos recrutadores parceiros da instituição. 

O CIEE ainda ajuda na formatação de um currículo e oferece cursos gratuitos para ajudar os interessados em estágios a serem notados por empregadores. E esses cursos podem inclusive ser inseridos no perfil do estudante dentro da plataforma. 

 

2. Ateliê Digital do Google

A plataforma Ateliê Digital do Google tem mais de 19 cursos gratuitos online que ensinam, por exemplo, como usar o site de buscas de maneira eficiente para procurar emprego; como criar ou editar um bom currículo; fundamentos de marketing digital; como fazer com que os clientes encontrem sua empresa online; entre outras atividades. 

Esse último curso pode ser uma boa opção para quem resolveu empreender na pandemia. É o caso de muitos trabalhadores que foram obrigados a atuar de maneira autônoma nesse período.

3. Fundação Estudar

A Fundação Estudar também oferece oportunidades para estudantes em 3 diferentes segmentos. Há um programa chamado Líderes Estudar, que “seleciona, apoia, reúne e desenvolve jovens de alto potencial, com o oferecimento de bolsas de estudos”. 

Outras duas frentes são o Estudar na Prática, que “guia o desenvolvimento pessoal e profissional de jovens” a partir de cursos, conteúdo digital e conferências de conexão com o mercado. 

Por fim, o Estudar Fora tenta aproximar as pessoas que querem estudar fora de universidades em diferentes lugares do mundo por meio de conteúdo digital e um preparatório especializado. 

4. FGV

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) oferece uma série de cursos gratuitos. São dezenas de oportunidades online em áreas como Administração Pública, Economia, Finanças, Educação, Humanidades, Negócios, entre outras. 

Ao clicar na palavra “FGV” do título, você será direcionado para uma página da instituição que permite escolher o curso desejado. No lado esquerdo, é possível “filtrar” as opções de acordo com a área do seu interesse. 

Há oportunidades pagas, mas também há muitos cursos gratuitos. Ao todo, 127. Existe um “filtro” para selecionar apenas as opções grátis. 

A instituição faz a ressalva de que “os cursos gratuitos da FGV não geram certificado. Obtendo nota igual ou superior a 7,0 (sete) no pós-teste, você poderá imprimir, diretamente no sistema, uma declaração que possibilitará comprovar a sua participação no curso.”  

 

5. Coursera

O Coursera é uma plataforma que oferece cursos online gratuitos de várias áreas (Negócios, Ciência de Dados, Saúde, Línguas, entre muitas outras), inclusive em parceria com grandes empresas ou instituições, como Google, IBM ou a Universidade de Stanford, que fica nos Estados Unidos. 

Há muitos cursos em inglês, mas também em português. As atividades costumam dar certificados, inclusive gratuitos. 

Em alguns casos, é preciso pagar para ter o certificado ao final das atividades. Mas, se você não quiser gastar dinheiro, é possível acompanhar as aulas de qualquer jeito. Vale a pena conferir e escolher o que mais te agrada. 

6. Escola Virtual de Governo

Imagem mostra em destaque uma mão segurando uma caneta azul sobre um caderno 

Outra chance para esse período é se dedicar nos cursos da Escola Virtual de Governo. São várias oportunidades gratuitas (e online) em áreas ligadas ao setor público, como Gestão de Políticas Públicas, Governo Digital e Recursos da União.

A Escola Virtual de Governo dá certificado e pode ser uma boa até para quem está estudando para concurso público, porque ajuda com conhecimentos que costumam ser cobrados em outras provas. 

7. Ismart

O Instituto Social para Motivar, Apoiar e Reconhecer Talentos (Ismart) identifica jovens talentos de baixa renda, de 12 a 15 anos de idade, e dá bolsas em escolas particulares. Atualmente, tem cerca de 3 mil alunos distribuídos em diferentes cidades, como Rio de Janeiro, São Paulo, Cotia, São José dos Campos, Sorocaba e Belo Horizonte. 

O Ismart também dá acesso a programas de desenvolvimento e orientação profissional, do ensino fundamental à universidade. Está com inscrições abertas. 

Além disso, o Ismart ainda oferece cursos de disciplinas essenciais para as formações em áreas de humanas e exatas, como Português e Matemática. As inscrições estão abertas até o dia 31 de julho.

8. Instituto Sabendo Mais

A entidade oferece atividades para crianças de comunidades carentes do Rio de Janeiro e identifica potencialidades entre elas. O instituto afirma que essa oferta de atividades ajuda no desenvolvimento educacional das crianças e reduz a desigualdade social da cidade. 

9. Senai

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) também elaborou uma lista de cursos gratuitos, orientação profissional e vagas para conseguir emprego neste momento tão difícil para grande parte dos jovens trabalhadores do país.  

A entidade se juntou ao Unicef, por exemplo, numa iniciativa voltada para jovens entre 14 e 24 anos, para dar 20 cursos de iniciação profissional e aperfeiçoamento, com 4 a 30 horas de duração, todos on-line e gratuitos. Não há limite de vagas. 

Os interessados precisam acessar o site da 1MiO e clicar na categoria “Senai”, onde há a lista dos cursos (com descrição, carga horária, público-alvo e pré-requisitos). Ao selecionar “Quero fazer este curso!”, o usuário é direcionado para a página da Loja Mundo SENAI, onde poderá realizar a inscrição. Veja quais são as opções: 

  • Consumo eficiente de energia
  • Desenho arquitetônico
  • Desvendando a Indústria 4.0
  • Educação Ambiental
  • Empreendedorismo
  • Finanças pessoais
  • Logística (5´s e almoxarifado)
  • Metrologia
  • Noções Básicas de Mecânica Automobilística
  • Propriedade Intelectual
  • Segurança do Trabalho
  • Tecnologia da Informação e Comunicação
  • Cibersecurity Essentials
  • Desvendando o BIM
  • Desvendando o Blockchain
  • Get connected
  • HCIA 5G - Indústria de aplicações - HUAWEI
  • Introduction to Cibersecurity
  • Privacidade de proteção de dados (LGPD)
  • Projeto de hidráulicas com as bibliotecas BIM Amanco