Auxílio emergencial: nascidos em abril recebem 3ª parcela

Beneficiários do Bolsa Família com NIS de final 4 também terão pagamento da parcela 3 do auxílio

Controle
Seus Gastos
Por Redacao PAN

 

Beneficiários do público geral nascidos em abril recebem nesta terça-feira (22) a 3ª parcela do auxílio emergencial 2021. 

O governo federal antecipou o pagamento da 3ª parcela, assim como ocorreu com os 2 depósitos anteriores.

Veja abaixo o calendário de pagamento da 3ª parcela para o público geral:

 Quadro mostra o calendário de pagamentos da   parcela 3 do auxílio emergencial 2021

Saques são liberados depois

Neste primeiro momento, esses beneficiários só poderão movimentar o dinheiro pelo aplicativo Caixa Tem, que permite pagar boletos, contas de consumo (como água, luz, telefone) e fazer compras em supermercados e outros locais que aceitem pagamentos por meio do app.

Os saques e as transferências do dinheiro só são liberados algumas semanas depois do pagamento.

Quem tem a conta digital PAN, no entanto, consegue liberar seus recursos do auxílio emergencial antes. Para isso, basta emitir um boleto do valor que quer liberar e pagá-lo com o aplicativo Caixa Tem. O dinheiro vai cair na conta e, então, a pessoa poderá usá-lo como quiser.

Pagamento do auxílio no Bolsa Família

Imagem mostra uma mãe, de costas, colocando uma máscara de proteção facial na filha, que está com uma mochila colorida nas costas

Os pagamentos do auxílio emergencial para as pessoas que também estão inscritas no Bolsa Família começaram 1 dia antes do público geral, na última quinta-feira (17). Cerca de 14 milhões de pessoas estão inscritas no programa.

Naquela ocasião, receberam o benefício aqueles com Número de Identificação Social (NIS) de final 1. Já nesta terça-feira (22) são contemplados os beneficiários com NIS de final 4. 

Eis abaixo as datas dos próximos pagamentos para quem está no Bolsa:

  • NIS final 5: 23 de junho;

  • NIS final 6: 24 de junho;

  • NIS final 7: 25 de junho;

  • NIS final 8: 28 de junho;

  • NIS final 9: 29 de junho;

  • NIS final 0: 30 de junho.

O pagamento para os beneficiários que estão também inscritos no Bolsa Família segue o calendário normal do programa, nos últimos 10 dias úteis de cada mês. 

Os valores podem ser sacados pelo Cartão Bolsa Família e pelo Cartão Cidadão. Os beneficiários também podem movimentar o dinheiro em conta poupança digital pelo aplicativo Caixa Tem.

Vale lembrar que os beneficiários inscritos neste programa social do governo federal recebem o valor que for maior: o auxílio emergencial ou o Bolsa Família.

Quem tem direito ao auxílio emergencial?

O governo federal  não aceitou novos pedidos para receber o benefício neste ano. Ou seja, só quem recebeu o auxílio em 2020 pode receber em 2021. Há ainda outras condições. São elas:

  • Ter renda familiar por pessoa de meio salário mínimo, ou R$ 550;

  • Ter renda familiar total de 3 salários mínimos, ou R$ 3.300;

  • Não ter emprego formal.

Uma diferença em relação à etapa do ano passado é que, em 2021, o dinheiro está sendo pago a apenas uma pessoa por família.

Os valores das parcelas do auxílio emergencial variam de R$ 150 a R$ 375, a depender do perfil de quem receberá o benefício. São eles:

  • R$ 150 para pessoas que moram sozinhas;

  • R$ 250 para famílias com mais de uma pessoa;

  • R$ 375 para famílias com mais de uma pessoa e que são chefiadas por mulheres.