PIX vai permitir parcelar compras, fazer saques e colocar contas no débito automático

Mais crédito
para você
Por Redacao PAN

O PIX já é mais usado no Brasil do que DOC e TED juntos e, em breve, vai poder ser usado para ainda mais coisas. Por exemplo, você vai poder sacar dinheiro, fazer compras parceladas e até saques usando PIX. Quem anunciou essas novidades foi João Manoel Pinho de Mello, diretor de organização do sistema financeiro e de resolução do Banco Central.

Foram sete novidades importantes anunciadas por ele em uma live, no dia 28 de janeiro, que você pode ver no final deste post.

1. Conta-salário

Vai ser possível fazer movimentações da sua conta-salário. Ou seja, você vai conseguir não apenas receber o salário, mas também transferir dinheiro da sua conta-salário para outras contas usando PIX.

2. Agenda

Os aplicativos do sistema PIX vão ter integração com a agenda de contatos do celular. Assim, vai ficar mais fácil encontrar os contatos pela chave cadastrada na hora de fazer uma transferência usando PIX para alguém.

3. PIX Aproximação

Quando você chegar para pagar uma compra numa loja, você vai poder usar o PIX aproximação. Vai ser um sistema muito parecido ao contactless, já muito usado hoje, mas com a diferença de fazer um PIX para a conta da loja. Os detalhes de como isso vai ser feito ainda vão ser anunciados.

4. Segurança

O Banco Central vai criar um mecanismo de segurança do PIX em caso de suspeita de golpe ou de falha. Isso vai ajudar na segurança desse tipo de pagamento — embora você deva sempre prestar atenção a algumas dicas de segurança que já demos neste outro post.

5. Saque PIX

Você vai poder fazer saque de dinheiro em vários lugares, o que vai expandir os pontos de atendimento para esse tipo de serviço.

6. PIX garantido

Vai funcionar como se fosse uma compra parcelada, o que atualmente só existe para cartões de crédito.

7. PIX débito automático

Como o nome sugere, vai permitir colocar em débito automático pagamentos recorrentes (ou seja, que acontecem todo mês), como conta de água, luz, internet, telefone e outras.

As mudanças ainda não têm data exata para ser implantadas. Para saber mais detalhes, assista ao vídeo na íntegra em que o diretor do Banco Central anunciou as novidades.