Quer ter seu próprio canto? Saiba porque o aluguel e a comida vão torrar o seu dinheiro.

Controle
Seus Gastos
Por Redacao PAN

Se você está prestes a deixar a sua família e pretende morar só, assumindo todas as contas da casa, vai precisar agora saber quais são as despesas que mais pesam. Afinal, quando você é criança, quem assume essas contas são os adultos, como seus pais, por exemplo, que se encarregam de pagar tudo.

Acontece que agora vai ficar tudo sob a sua responsabilidade. É hora então de saber quais são as contas mais pesadas.

O youtuber Abelha fez um vídeo para o canal Pra Fazer Mais, do PAN, contando um pouco dessa aventura. Ele próprio foi morar sozinho recentemente e descobriu quanto pesa pagar as contas em dia, como luz, aluguel, comida, cartão de crédito e outras.

Teve até a luz da sua casa cortada porque pediu a revisão do valor, mas não sabia que tinha de pagar a conta mesmo enquanto questionava os números para a companhia que fornece eletricidade. Coisas de marinheiro de primeira viagem. Perrengues como esse estão no vídeo, que vale a pena assistir.

O fato é que alimentação e moradia são os dois itens que mais pesam no orçamento de pessoas que vão morar sozinhas e não ganham mais do que dois salários mínimos. Essa foi a conclusão a que chegou a última edição da Pesquisa Orçamentos Familiares, feita pelo IBGE.

O estudo mostra que, em média, os gastos de uma casa em área urbana são divididos assim:

  • 17% com alimentação (supermercado, restaurante, delivery e outros);

  • 37% habitação (aluguel ou prestação da casa, condomínio, luz, água etc.);

  • 4% vestuário (compra de roupas);

  • 18% transporte (gasolina, ônibus, transporte por aplicativo ou outro meio qualquer);

  • 4% higiene e cuidados pessoais;

  • 8% assistência a saúde (despesas médicas ou planos de saúde);

  • 5% educação (mensalidade de escola, cursos de idiomas etc.);

  • 3% recreação e cultura;

  • 0,5% fumo;

  • 1,5% serviços pessoais;

  • 2% outras despesas variadas.

As despesas variam de região para região. Por exemplo, no Nordeste alimentação representa 22% e habitação, 32%. Já no Sudeste, alimentação responde por 16% e habitação, por 39%.

Outro ponto importante da pesquisa é que, para quem recebe até dois salários mínimos, as despesas recorrentes representam até 97% do total. Despesas recorrentes são aquelas que são fixas. Ou seja, a cobrança vai vir todos os meses, queira você ou não. Por exemplo, aluguel, conta de água, de luz, supermercado e todas as outras que pintam todo mês são despesas recorrentes.

Isto significa que quem ainda não ganha um salário tão alto provavelmente vai ver todo o dinheiro ir embora só com as contas básicas. Não vai sobrar quase nada para regalias.

Por exemplo, por essa conta, se uma pessoa ganha R$ 2.200,00 por mês, 96,6% vão ser em contas fixas. Ou seja, R$ 2.134,00 vão embora apenas com as despesas recorrentes. No fim do mês, vão sobrar apenas R$ 66,00 na carteira.

Por isso, é importante você, que quer bater asas para ter o seu próprio canto, saber economizar nas contas, como ensinamos neste post, que também está acompanhado de um vídeo.

E, mais importante ainda, é conseguir fazer uma reserva de emergência para o caso de qualquer coisa inesperada acontecer.