INSS convoca mais de 900 mil para revisão de benefícios

Órgão envia cartas a segurados e, quem não agendar perícia, pode perder auxílio-doença ou outro benefício; saiba o que fazer

Controle
Seus Gastos
Por Redacao PAN

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começou a convocar segurados em todo o país para uma revisão de benefícios. Neste mês de julho, deve ocorrer 170 mil notificações para revisão de benefícios concedidos a segurados que recebem auxílio-doença sem data de cessação há mais de 6 meses e não passaram por perícia-médica. O nome atual para o benefício de auxílio-doença é “incapacidade temporária”.

Somando-se a essas 170 mil, há também outras 732 mil convocações administrativas feitas pelo órgão, que começaram em setembro de 2020. As notificações chegam por cartas. Quando o beneficiário não é localizado, a notificação ocorre por Diário Oficial da União. 

Portanto, no total, são mais de 900 mil benefícios sendo revisados pelo órgão.

É importante destacar que, em todos os casos (revisão por incapacidade ou revisão administrativa), o benefício será cancelado se o segurado não responder à convocação do órgão e agendar a perícia médica em 30 dias.

Por isso, é também importante que o segurado tenha sempre os dados atualizados junto ao INSS, com informações corretas sobre endereço, e-mail e outras formas de contato.

Ainda é bom ressaltar que a pessoa convocada a regularizar sua situação deve usar os canais oficiais do INSS. É possível fazer tudo de maneira remota, pela internet, sem sair de casa. 

O que fazer se o INSS convocar para revisão de benefícios

Os segurados que forem convocados para a revisão dos benefícios do INSS terão algumas providências a tomar. 

Veja o passo a passo, abaixo:

  • Assim que receber a carta, o beneficiário deve acessar o Meu INSS (gov.br/meuinss) pelo site ou aplicativo e clicar na opção “Agendar Perícia”. Esse agendamento também pode ser feito pelo telefone 135. 

  • O prazo para fazer esse agendamento é de 30 dias, a contar do dia em que a pessoa recebeu a carta. Quem perder esse prazo terá o benefício suspenso.

  • O INSS também orienta que o segurado anote a data e o horário de agendamento para a perícia e não falte neste dia. 

  • Caso não possa ir ao INSS no dia marcado, a pessoa deve reagendar a perícia pelo telefone 135.

INSS: veja como é feita a convocação

Um médico com máscara azul mexe num tablet ao atender uma senhora de óculos, que também usa uma máscara azul 

A revisão de benefícios do INSS é feita a partir de uma carta enviada pelos Correios para o endereço do segurado que está cadastrado no INSS. Ou por Diário Oficial da União, caso o segurado não seja localizado. Daí a importância de ter o cadastro atualizado. 

No caso das revisões por incapacidade, o INSS ainda pode contar com os bancos que pagam os benefícios para notificar os segurados em mensagens nos terminais de autoatendimento, por exemplo. Além disso, pode haver convocação por e-mail.

O segurado tem um prazo de 30 dias após o recebimento da notificação para agendar a perícia médica de revisão. Isso é feito nos meios já tradicionais do INSS, pelo site ou pelo aplicativo Meu INSS, na página "Agende sua perícia médica". 

Outra opção é ligar para a Central 135, na qual o segurado consegue, inclusive, tirar dúvidas.

INSS ampliou atendimento a segurados

Imagem foca nas mãos de uma senhora que mexe num celular

Vale lembrar que o INSS ampliou desde o último dia 13 o atendimento aos segurados que não conseguem realizar atendimentos presenciais pelos serviços do órgão pelo telefone 135 e pelo aplicativo.

A iniciativa foi criada por meio da Portaria nº 908, publicada em Diário Oficial da União. O texto estabelece o novo serviço “Atendimento Especializado", que serve para resolver problemas que não podem ser tratados pelos canais remotos.

O INSS informou por meio de um comunicado que o “Atendimento Especializado” “vai permitir que muitas pessoas, que não estavam conseguindo atendimento presencial por conta da pandemia, sejam atendidas numa agência do INSS, com horário marcado e toda a segurança”.