Veja dicas para o seu negócio quando o WhatsApp para de funcionar

Redes sociais do Facebook ficaram sem funcionar por aproximadamente 7 horas; empreendedores precisam de alternativas

Renda
Extra
Por Redacao PAN

A pane ocorrida em Facebook, WhatsApp e Instagram na última segunda-feira (4) ligou o alerta nos empreendedores: em momentos assim de dificuldades de comunicação por cerca de 7 horas, como vender e manter a relação com clientes?

A pane começou a ser constatada quando o WhatsApp parou de funcionar. Depois houve a constatação de que Facebook e Instagram também estavam fora do ar. As 3 redes são do Grupo Facebook. 

A dúvida é especialmente preocupante no caso dos micro e pequenos empreendedores, que costumam ser muito dependentes das vendas nas redes sociais. 

O Sebrae já mostrou numa pesquisa que 7 a cada 10 empresas de pequeno porte usaram vendas por canais digitais para enfrentar a crise econômica decorrente da pandemia. E o WhatsApp é o preferido por 84% dos que responderam à pesquisa. 

Para ajudar a resolver esse problema, o Blog Amigo do Dinheiro mostra abaixo algumas dicas para reduzir os efeitos dos panes nas redes sociais nos seus negócios. 

Diversifique os canais de contato com o cliente

As redes sociais do Grupo Facebook possivelmente correspondem a grande parte do contato entre os negócios e os clientes, já que a mesma “empresa” tem 3 redes sociais enormes: Facebook, Instagram e WhatsApp. A própria pesquisa do Sebrae mostra isso.

No entanto, tente ao menos diversificar algumas formas de estar em contato com o cliente. Um canal no aplicativo de mensagens Telegram (rival do WhatsApp) já ajuda a, pelo menos, manter as mensagens com a clientela. 

Um dos grandes problemas de estar presente numa única rede social é que, se qualquer problema acontecer na estabilidade dessa rede, todo o seu contato com os clientes pode ser perdido.

Além disso, você ainda fica vulnerável a eventuais problemas com a sua conta. Já imaginou, por algum ataque hacker, por exemplo, perder o acesso ao seu público? Por isso é tão importante diversificar os canais.

Tenha canais próprios, como sites

Nem sempre é possível, ainda mais no início, ter um site próprio ou canais exclusivos de atendimento. Mas essas são, sem dúvidas, duas boas maneiras de continuar sempre à disposição dos clientes. 

Assim, você não fica dependendo das redes dos outros (no caso, das redes do Mark Zuckerberg, dono do Facebook). Você passa a ser dono de suas próprias formas de comunicação, responsável por meios que te colocam em contato com o seu público. 

Entre em contato rápido com o cliente
Imagem foca nas mãos e braços de uma mulher digitando no laptop

Num caso de apagão tão prolongado como o desta segunda-feira (4), uma boa parte das pessoas percebeu o que estava ocorrendo com as redes sociais. Afinal, foram cerca de 7 horas sem conexão.

Mas pode haver situações, também, em que a queda das redes sociais ocorra num período menor. Nestes casos, é bom que o empreendedor consiga entrar em contato com o cliente para explicar o que está acontecendo. 

Assim, esse empreendedor consegue mostrar rapidamente ao seu cliente que o problema não é dele e que está se esforçando para atender da melhor forma possível, mesmo diante das limitações impostas por uma folha das redes.

Micro e pequenas empresas geradoras de empregos

Uma mulher aponta para gráficos de uma apresentação que ela está fazendo numa tela, aparentemente dando explicações para uma plateia

Curiosamente, 1 dia depois da falha nas redes sociais do grupo Facebook, que deixou muitos donos de micro e pequenos negócios na mão, comemora-se o Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa. 

De acordo com levantamento feito pelo Sebrae, com base nos dados do Caged, do Ministério da Economia, os pequenos negócios foram responsáveis por criar 7 a cada 10 novos postos de trabalho em agosto.

Em números absolutos, isso quer dizer que das 372,2 mil novas vagas de trabalho criadas em agosto, os pequenos negócios foram responsáveis por 265,1 mil. 

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, afirmou num comunicado que todos geram empregos, mas destacou o papel das micro e pequenas empresas na geração de postos de trabalho.

“Todos abriram vagas, mas precisamos destacar que o maior número de empregos gerados pelas micro e pequenas empresas demonstram a sua importância para a economia do país e reforçam a tendência de que elas sejam vitais para a recuperação da nossa economia”, afirmou num comunicado.

Aliás, falando em empreendedorismo e aplicativos, você já sabia que há cursos gratuitos que podem ser feitos totalmente pelo WhatsApp e pelo Telegram? Pois saiba que o Sebrae oferece esse tipo de serviço e ainda dá certificado!