Malas de viagem baratas: saiba como encontrá-las e veja alguns exemplos

Os preços das malas de viagem costumam subir nos períodos de férias, então é válido pesquisar com antecedência

Controle
Seus Gastos
Por Redacao PAN

Encontrar malas de viagem baratas pode ser um desafio e tanto. Afinal, são muitas opções de produtos, marcas, tamanhos, materiais, características… Tudo isso sem falar no fator preço, que varia bastante.

Essa inconstância se intensifica ainda mais quando se aproximam os períodos de férias e feriados. Para as lojas, é a oportunidade ideal de aumentar suas vendas. Mas, para os consumidores, isso pode representar gastos extras

Ainda assim, trata-se de um item indispensável para viajar. É por isso que encontrar boas alternativas é tão importante.

Se você quer saber como encontrar malas de viagem baratas para economizar e conhecer alguns exemplos para se inspirar, chegou ao lugar certo. No texto a seguir, veja todas essas informações para facilitar a sua vida na hora de programar as suas férias. 

Malas de viagem baratas: afinal, como encontrá-las?

Existem muitos tipos de malas de viagem. Por isso, antes de saber como encontrá-las, é necessário estabelecer qual é o seu objetivo. 

Alguns fatores que influenciam nessa definição são: 

  • Tempo de viagem 

  • Quantidade de pessoas

  • Transporte utilizado

  • Peso, tamanho e volume dos itens que serão levados

  • Função da viagem (lazer, visita, compras, evento, peregrinação etc).

A partir dessas informações, é possível definir outras características da mala. Por exemplo: 

  • Com ou sem rodinhas

  • Material

  • Dimensão

  • Resistência

  • Peso

  • Design

  • Marca

  • Cor

  • Flexível, rígida ou semirrígida

  • Grande, pequena ou média

  • Impermeável ou não

  • Quantidade de compartimentos e divisórias

  • Durabilidade.

Com as definições em mãos, é chegada a hora de iniciar a busca pelas malas de viagem baratas. 

Aproveite baixas temporadas

O preço das malas costuma subir na medida em que se aproximam os períodos de férias e feriados. Esse aumento costuma ser ainda maior no período de fim de ano, já que coincide com as festas de Natal e as viagens para o réveillon. 

No Brasil, logo após as férias de janeiro, acontece também o Carnaval, quando ocorre alto volume de viagens. Por isso, a recomendação é a compra das malas durante os intervalos de férias, normalmente entre fevereiro e junho e, principalmente, entre agosto e outubro. 

Durante as baixas temporadas, os valores para compra de malas de viagem caem, assim como os preços para compras de pacotes e passagens, por exemplo. 

Utilize um comparador de preços

A câmera mostra as costas de um homem branco que realiza pesquisas em um comparador de preços no notebook. 

Outra boa ideia para encontrar malas de viagem mais baratas é utilizar os comparadores de preço, como o Buscapé. Essas ferramentas são responsáveis por elencar os itens ofertados. 

Em outras palavras, varrem a internet em busca das melhores opções e permitem a adição de filtros que revelam as opções mais acessíveis. 

Além disso, podem também monitorar as variações de preços e oferecem alertas quando o produto escolhido chega ao valor desejado pelo usuário. Uma mão na roda para quem deseja economizar. 

Verifique as avaliações na internet

Às vezes o barato sai caro. Com as malas de viagem não é diferente. Na maior parte das vezes o preço não deve ser o único fator utilizado para fazer a escolha. Especialmente se você espera utilizá-las novamente em uma próxima viagem. 

Por isso, é muito importante realizar buscas na internet e observar análises e opiniões de outros usuários sobre os itens, especialmente sobre a qualidade e a durabilidade. Alguns dos produtos podem até ser mais caros, mas não sofrem tanto com avarias. 

Exemplos de malas de viagem baratas

Mesmo com tantas variáveis, é possível identificar malas de viagem baratas em um panorama geral. 

A seguir, conheça algumas delas para diferentes tipos de bagagem. 

1. Bolsa de mão

A bolsa de mão é aquela que acompanha o passageiro nos aviões. No entanto, esse tipo de mala também é muito útil para quem viaja de ônibus, trem, carro ou até mesmo a pé nos famigerados “mochilões”. 

Normalmente são malas pequenas e simples, que não custam muito caro. Mochilas, pochetes, maletas, bolsas e sacolas são muito utilizadas. 

Por se tratar de um objeto com muitas opções, os valores variam muito. De acordo com o Buscapé, de R$ 5,00 para sacolas simples a mais de R$ 4 mil para mochilas especializadas de caminhada. 

2. Mala de Bordo

Duas mãos negras posicionam uma peça de roupa rosa em uma mala de viagem aberta. 

A mala de bordo não precisa ser despachada em viagens de avião. Porém, ela precisa obedecer alguns critérios que variam de acordo com a companhia aérea, mas normalmente seguem as seguintes medidas indicadas pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil): 

  • 10 kg

  • 55 cm de altura

  • 35 cm de comprimento

  • 25 cm de largura. 

Nessas configurações, as malas mais recomendadas para viagens longas são as rígidas, que são mais resistentes aos solavancos. Mas, claro, tudo depende do objetivo.

Em viagens terrestres, talvez a capacidade de armazenamento seja um fator importante. 

De acordo com o Buscapé, existem malas de bordo entre R$ 59,00 e R$ 2600,00.

3. Mala flexível

As malas flexíveis são interessantes para qualquer viajante justamente pelo preço. Normalmente, são mais baratas do que as malas de viagem rígidas graças ao material, normalmente nylon e poliéster. 

Além disso, se adaptam bem e fazem com que caibam mais coisas em porta-malas e bagageiros, por exemplo. 

No comparador de preços Buscapé, a maior parte das malas flexíveis se encontra na faixa dos R$ 100,00. 

Se você gostou deste texto, veja também o texto sobre como comprar um presente barato no Dia dos Pais.