Descubra como conseguir bolsa integral ou parcial em universidade particular

Cursar faculdade é um sonho possível de realizar, mesmo pra quem está com o orçamento apertado

Mais crédito
para você
Por Redacao PAN

Cursar uma faculdade é o sonho de muita gente e pode fazer a diferença na vida, seja para conseguir um emprego melhor, seja para seguir carreira acadêmica e de pesquisa. Mas os valores das mensalidades podem não caber no orçamento e deixar o sonho mais distante.

Para lidar com isso, existe a possibilidade de obter descontos que podem chegar a 100% do valor da parcela. Tem como conseguir uma bolsa em universidade particular de forma parcial ou integral, a depender do programa de bolsas oferecido pela instituição.

No caso da bolsa integral ou total, o estudante não paga nada de mensalidade. Já com a bolsa parcial, é possível que ela seja de metade (50%) ou outra porcentagem do valor mensal, o que já traz um bom desconto pra quem vai cursar a faculdade.

É fundamental saber como funciona o sistema de bolsas nas faculdades particulares, como é possível cursar universidade de graça e como obter descontos parciais ou totais nos valores das mensalidades, assim o sonho do curso superior fica mais próximo pra você.

Como funciona o sistema de bolsas em universidade particular

Bolsas das próprias universidades

De forma ampla, um sistema de bolsas parciais ou integrais que seja de responsabilidade das próprias universidades particulares funciona da seguinte maneira:

  1. Uma instituição de ensino privada cria um programa que traz a possibilidade de interessados se inscreverem em algumas vagas de seus cursos sem pagar nada ou arcando com uma porcentagem do valor da prestação;

  2. Para acessar a bolsa, o interessado deverá cumprir requisitos como obter boas notas em provas e vestibulares, ser atleta da instituição, ser aprovado em análises de renda que comprovem que a pessoa não pode pagar a faculdade etc.;

  3. Ao atender todas as exigências que o programa de bolsas da universidade exige, a pessoa recebe a bolsa, que pode parcial ou total, durante o curso todo ou em cada semestre, conforme as regras do programa;

  4. Geralmente, para manter a bolsa ativa, é necessário manter uma boa média de frequência, notas ou cumprir outros requisitos exigidos pela instituição superior ou pelo programa de bolsas;

  5. Ao final do curso, não é preciso pagar nenhum valor relacionado à mensalidade do curso, exceto se foi realizado algum tipo de empréstimo para quitar mensalidades no caso de quem obteve bolsas parciais.

Cada instituição pode estabelecer suas próprias regras relacionadas ao programa de bolsa parcial ou integral que oferece. Ao mesmo tempo, algumas instituições participam do Prouni, que é um programa público de bolsas, e do FIES -este, um programa de financiamento estudantil.

Como funcionam o Prouni e o FIES

foto de alunos em universidade, sendo que 3 aparecem em destaque. À esquerda está um homem branco, de cabelo liso preso para trás, óculos, máscara e camiseta preta. Ao centro, uma mulher negra de cabelo cacheado, máscara e camisa verde. à direita, dois alunos, em desfoque, com janelas amplas ao fundo.

Prouni

Um dos programas de bolsas universitárias parciais e integrais mais conhecidos no Brasil é o Prouni (Programa Universidade para Todos), do Ministério da Educação. Ele oferece bolsas totais ou parciais de 50% em faculdades privadas.

Entre as regras do Prouni, está a comprovação de renda familiar bruta mensal por pessoa de até 1,5 salário mínimo para obtenção de bolsa integral. No caso da bolsa parcial, a renda deve ser de, no máximo, 3 salários mínimos.

Além disso, apenas quem não tem diploma universitário pode participar do programa. Outra exigência é a realização do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e nota mínima de 450 pontos de média nas provas, além de não tirar nota zero na redação.

Quem quiser bolsa pelo Prouni também deve cumprir um dos requisitos abaixo:

  • Ter feito o ensino médio todo em escola pública ou por meio de bolsa integral na rede particular;

  • Ser pessoa com deficiência;

  • Ser professor da rede pública de ensino e estar concorrendo em bolsas de cursos de licenciatura. Nesse caso, a comprovação de renda é dispensada.

Não há pagamento de taxas para a inscrição no Prouni. No caso do Enem, é possível obter isenção da taxa. Em geral, as provas do Enem acontecem entre os meses de outubro e dezembro e as inscrições no Prouni são abertas semanas após a correção das provas.

FIES

O FIES (Fundo de Financiamento Estudantil) foi criado pela Lei Nº 10.260/01 e é um programa do Ministério da Educação que oferece a possibilidade de estudantes financiarem os estudos em universidades privadas que participam da iniciativa.

Para obter o financiamento, é preciso ter feito o Enem e ter nota média igual ou maior que 450 pontos, além de não ter zerado a redação. Além disso, apenas estudantes com renda familiar bruta por pessoa de até 3 salários mínimos podem recorrer ao FIES.

Assim como outros financiamentos, será necessário pagar o curso. Esse pagamento acontece assim que o estudante obtiver renda a partir do 1º mês de conclusão do curso, com desconto direto na fonte, todo mês.

Caso não tenha fonte de renda, a dívida deve ser paga em prestações mensais com valor calculado a partir de uma fórmula que o FIES possui, baseada em taxas que as instituições de ensino cobram para participar do programa e, também, na renda informada na inscrição.

De acordo com o FIES, o prazo máximo para pagamento do curso é de 14 anos, sendo que o pagamento do financiamento visa respeitar a capacidade de pagamento dos estudantes.

É possível fazer faculdade particular de graça?

foto de um aluno escrevendo em apostila de forma concentrada, apoiado em mesa. O homem é branco, tem cabelo liso preto e usa jaqueta jeans. Ao fundo, parede branca de sala de aula.

Sim, é possível estudar em uma universidade particular sem pagar nada, basta obter uma bolsa integral após cumprir os requisitos da instituição ou do Prouni e respeitar, ao longo do curso, as exigências que o programa estabelece para que o desconto integral seja mantido.

Logo, se a universidade que tem o curso superior que você quer cursar oferece programa de bolsas com chance de bolsa total, é possível inscrever-se.

Ao mesmo tempo, é possível fazer faculdade particular de graça ao inscrever-se no Prouni depois de realizar o Enem.

Por fim, algumas empresas contam com parcerias com universidades e também oferecem descontos e bolsas parciais em algumas instituições. Quem está empregado pode verificar se a empresa possui convênio com faculdades.

Como conseguir uma bolsa em faculdade particular

Uma das formas de conseguir bolsas integrais ou parciais em universidades particulares é fazer o Enem e se inscrever no Prouni. Com isso, é possível concorrer a vagas em diferentes instituições do Brasil inteiro que oferecem o curso superior que você deseja.

Além disso, vale a pena procurar no site da universidade particular ou entrar em contato com a instituição para saber se ela tem um programa próprio de bolsas e as exigências para a obtenção de bolsa parcial ou integral.

Também é bom conversar com a área de RH da empresa no caso de quem está trabalhando para saber se existe convênio com universidades para aplicação de descontos no valor de mensalidades de cursos que funcionários façam nessas instituições.

Motivos para obter bolsa parcial ou integral

foto de uma aluna com expressão feliz, posada para foto segurando apostilas. A mulher é negra, tem cabelo cacheado, usa óculos e veste blusa rosa. Ao fundo, janela transparente.

Não faltam razões para ir em busca de uma bolsa parcial ou integral em uma universidade particular, principalmente se você cumpre os requisitos dos programas de bolsa das instituições ou do governo. Ao obter uma bolsa:

  • Você terá mais segurança em concluir a faculdade até o fim, mesmo que fique sem renda durante os anos de curso;

  • Haverá mais folga no orçamento e o dinheiro que seria usado nas mensalidades pode ser usado para outros objetivos e sonhos financeiros, desde criar sua reserva de emergência até fazer um financiamento de veículos;

  • Essa folga permite lidar com outros gastos relacionados à faculdade com mais segurança, pois é preciso gastar com taxas de matrícula, cópias, refeição, compra de livros, cursos, eventos etc.

É importante entender que a bolsa parcial ou integral envolve comprometimento com as políticas de desconto da universidade. Por isso, leia com atenção os requisitos não só para conseguir a bolsa, mas principalmente para mantê-la.

Ao descumprir obrigações assumidas para obter a bolsa, você corre o risco de perdê-la e isso traz consequências sérias para o orçamento, além de aumentar as chances de que o sonho do curso superior tenha que ser cancelado ou adiado.

Entrar na faculdade pode ser um importante objetivo a ser alcançado na vida e o dinheiro para realizar esse sonho pode fazer a diferença. Saiba mais sobre o que são e como definir metas financeiras como essa!