Confira 7 estratégias para transformar ideias em negócios lucrativos

Mais do que ter uma boa ideia, saber como tirá-la do papel é essencial para criar um negócio lucrativo

Renda
Extra
Por Redacao PAN

   

Empreender não é fácil. Você tem uma boa sacada, abre o negócio, recupera o investimento e começa a ter lucro, certo? Não exatamente. Transformar ideias em negócios lucrativos exige trabalho e paciência.

Um dos maiores segredos de quem constrói um negócio de sucesso é ter planejamento. E a cabeça tranquila para saber quando deixar a emoção de lado para fazer boas escolhas.

Além disso, são os processos ao longo da jornada que indicam se o empreendedor está no caminho certo ou se vai precisar fazer mudanças na rota.

Se você está pensando em empreender ou se já deu os primeiros passos, mas não sabe como seguir, separamos 7 estratégias para transformar ideias em negócios lucrativos. Acompanhe por aqui! 

1. Saiba por que transformar ideias em negócios lucrativos

foto mostra homem escrevendo em papel em cima de mesa, em ambiente de empresa. O homem é branco, tem cabelo comprido preto preso para trás e usa camiseta manga longa escura.

Aproveitar lampejos criativos e ter boas ideias de negócio é ótimo, mas, antes de se lançar no mundo do empreendedorismo, você precisa entender por que quer ter o seu empreendimento, que tipo de problema a sua ideia resolve e onde você deseja chegar. 

Se a sua vontade, por exemplo, for empreender para ganhar dinheiro ou trabalhar menos, não se iluda. Na prática, o empreendedor trabalha mais do que um funcionário e o retorno financeiro leva algum tempo para chegar.

Transformar ideias em negócios lucrativos começa por encontrar aquilo que você gosta e fazer disso sua motivação. 

Mas não deixe de pensar também se a sua ideia é executável, se ela é capaz de resolver problemas de outras pessoas e o que você pretende experimentar, aprender e validar durante sua jornada empreendedora.

2. Compartilhe sua ideia e busque feedbacks

foto mostra pessoas conversando em sala de reunião. Uma delas está em pé e é uma mulher branca de cabelo preto liso. Ao lado esquerdo, está um homem negro e, ao lado dele, uma mulher negra de cabelo preto e curto. À direita da mulher em pé, está um homem branco de cabelo curto e cavanhaque, e outro homem, de costas para a imagem. Todos vestem roupas sociais.

Dividir a sua ideia com outras pessoas pode ser muito valioso para entender se o que você pensou realmente faz sentido. 

Família e amigos são ótimos para dar apoio, mas é interessante buscar também pessoas que já estão empreendendo há algum tempo.

Melhor ainda se for do ramo de negócios que você escolheu, pois elas podem dar dicas valiosas a partir da experiência que já acumularam. 

Além disso, compartilhar sua ideia pode fazer com que você se aproxime de pessoas com vontades parecidas ou complementares. Boas parcerias são feitas assim.

Mas aqui vai um conselho importante: saiba reconhecer um feedback de qualidade, aquele que realmente vai agregar valor à sua ideia, mesmo que venha em forma de crítica. E nesse processo todo é essencial acreditar nos seus sonhos.

3. Identifique seu público-alvo

Saber quem é seu público-alvo é outro dos principais pontos para tirar ideias do papel e transformá-las em negócios de sucesso. O insight que você teve deve servir para resolver o problema de alguém.

Quem compraria o seu produto ou serviço? Como é o mercado que você pretende se inserir? Quem serão as pessoas impactadas pelo projeto direta e indiretamente? Essas são algumas perguntas que ajudam a encontrar seu público-alvo.

4. Faça pesquisa de mercado

foto mostra homem do pescoço para baixo, com destaque para suas mãos enquanto usa notebook e segura uma folha.

Agora que você entendeu quem você vai impactar com sua ideia chegou a hora de pesquisar quem são seus concorrentes e quem são os possíveis fornecedores e parceiros para o seu negócio.

Avaliar tendências de mercado e encontrar novos nichos de clientes são também fatores muito importantes para entender onde você deve investir seus recursos para transformar ideias em negócios lucrativos. 

5. Crie um modelo de negócios inovador

Depois de fazer pesquisas cuidadosas sobre sua futura área de atuação e analisar os principais concorrentes, chegou a hora de criar um modelo de negócios que seja inovador para enfrentar um mercado cada vez mais competitivo.

É ele que dará forma à sua empresa e é a partir dele que todas as ações serão observadas e documentadas. E, se você quiser realmente sair na frente, use a capacidade de adaptação como diferencial. 

Embora você não controle fatores externos, pode desenhar cenários que ajudam a prever como a sua empresa vai reagir diante das oscilações do mercado.

A boa notícia para quem não tem a menor ideia de como começar a estruturar um modelo de negócios é que o Sebrae disponibiliza gratuitamente uma ferramenta que faz isso por você, o Canvas. Ela também serve para repensar um modelo de negócios já existente.

6. Faça protótipos e teste sua ideia

foto mostra pessoas conversando em mesa de reunião, com papéis relacionados a protótipos. A imagem foi feita de cima para baixo e mostra duas mulheres brancas com as mãos apoiadas sobre a mesa, além de outras 3 pessoas, de costas para a foto.

A cultura de startup ensina que testar rápido para falhar rápido é a melhor maneira de acertar lá na frente. Desenvolver um protótipo e realizar testes ainda em fase de desenvolvimento é ótimo para validar o projeto e avaliar riscos e potenciais.

E o melhor é que você não precisa gastar muito tempo e dinheiro para fazer isso. A ideia do protótipo é justamente ser uma versão simplificada do seu negócio, que deve ser testada por um público pequeno. 

Isso deve mostrar se o modelo de negócios que você desenhou é válido ou se é preciso fazer ajustes para tornar a ideia ainda melhor.

7. Planeje todas as atividades

Você pode seguir todos os passos anteriores, mas, se não fizer um bom planejamento, pode não conseguir levar seu projeto adiante.

Por isso, detalhe todas as atividades, defina um cronograma para cada etapa do seu projeto, organize as finanças para entender quanto vai custar para tirar a ideia do papel e de onde você tirará os recursos necessários.

Um bom planejamento leva tempo e exige muita organização, mas vai ajudar na antecipação de problemas e na identificação de oportunidades, além de aumentar a compreensão sobre metas, valores, missão e visão do seu empreendimento.

Depois que seguir esses passos e estiver com o negócio rodando, confira essas dicas para vender pelo Instagram e ter sucesso!