Liberação de margem consignável: o que é e como ela ajuda a obter crédito

Entender o que é esse mecanismo é importante na hora de planejar um empréstimo consignado

Mais crédito
para você
Por Redacao PAN

Quem busca crédito para atingir seus objetivos financeiros e pode pedir um empréstimo consignado, encontra nessa modalidade uma alternativa para conseguir dinheiro com taxas de juros mais baixas do que boa parte das linhas de crédito disponíveis no mercado.

Mas quando alguém está com a margem consignável  já inteiramente comprometida em decorrência de uma contratação, é necessário fazer o que se chama de “liberação de margem consignável” para contratar um novo empréstimo consignado.

Se é o seu caso, entenda como fazer a liberação dessa margem para contratar um empréstimo, se for seu planejamento ou necessidade.

O que é liberação de margem consignável?

A lei Nº 10.820/03 estabelece que, ao solicitar empréstimo consignado, a pessoa pode comprometer no máximo 35% de seu salário, pensão ou benefício com esse crédito.

Desse percentual, 30% podem ser destinados ao empréstimo consignado e5% ao cartão de crédito consignado.

A margem consignável existe para evitar o endividamento excessivo, pois o restante da renda de quem obtém o empréstimo não será comprometida.

Desta forma, se uma pessoa precisa de um novo empréstimo e está com esse limite já comprometido, ela precisa liberar uma parte desse limite para solicitar um novo crédito.

Como fazer a liberação de margem consignável?

foto mostra 3 pessoas que conversam e gesticulam em ambiente de escritório. De costas para a foto, uma mulher negra de camisa social branca está diante de notebook. De frente para a imagem, está uma mulher branca de cabelos pretos que olha para a colega. Ao lado direito da imagem, está um homem branco de cabelo e barba castanhos e camisa azul manga curta

Quitar contratos de empréstimo ativos

É possível quitar um empréstimo que está ativo e comprometendo parte da sua margem consignável. Com isso, a porcentagem relacionada a esse empréstimo ficará livre para ser usada em uma nova contratação.

Mesmo que o consignado tenha como principal característica o desconto direto na folha de pagamento, é possível antecipar a quitação de parcelas. Não há cobrança de taxas ao fazer isso. Só é necessário informar o banco ou instituição financeira que deseja quitar o contrato.

Pedir o cancelamento do contrato

É possível pedir o cancelamento do contrato de empréstimo para liberar parte da margem consignável. Nesse caso, o prazo para cancelar é de até 7 dias depois da averbação. Além disso, é necessário devolver todo o valor recebido.

Essa é uma alternativa caso o dinheiro não seja mais necessário ou quando o objetivo financeiro mudou e torna-se interessante obter outro contrato. O banco pode exigir um pedido formal e ter trâmites específicos para cancelar o contrato.

Usar a portabilidade de crédito

A portabilidade de crédito consignado é a chance de transferir o contrato do empréstimo de uma instituição para outra. Para isso, o valor e o prazo da operação na instituição nova não podem ser maiores do que o saldo devedor e o prazo restante do empréstimo anterior.

Desde 2013 é possível transferir o crédito entre uma instituição e outra. Isso permite a negociação de taxas de juros, assim quem pede empréstimo pode escolher um banco que ofereça condições mais atrativas e levar seu contrato para lá.

Muita gente faz isso em busca de condições de empréstimo mais vantajosas. Isso contribui para diminuir o saldo a ser pago, o que dá mais margem consignável para ser usada.

Refinanciar o contrato do empréstimo consignado

foto mostra duas pessoas brancas conversando, uma de frente para outra, sentadas em mesa. Uma está de costas para a foto e só aparece seu braço. A outra está de frente para a imagem e só aparece do pescoço para baixo.

Quer mudar as condições de contrato de crédito sem sair da instituição financeira que concedeu o empréstimo? Uma saída é refinanciar esse contrato. Uma das vantagens é que ainda é possível receber em dinheiro a diferença entre o contrato antigo e o atual.

Ao pedir refinanciamento, o banco abate os valores já quitados e refinancia o saldo restante. A depender da negociação, o prazo para pagar o empréstimo volta a ser o inicial e, conforme as prestações são quitadas, o saldo devedor fica menor, o que libera margem consignável.

Para refinanciar, de 15% a 30% das parcelas do empréstimo devem estar quitadas. Quanto maior a porcentagem, mais limite da margem será disponibilizado para que novos contratos de crédito sejam feitos (sempre respeitando a margem consignável).

Quem já tem empréstimo consignado no PAN pode fazer o refinanciamento pelo WhatsApp. Para isso, basta acessar a página de refinanciamento.

A liberação é a mesma coisa que o aumento da margem?

foto mostra homem sorrindo enquanto olha para o smartphone, sentado em sofá. O homem é branco, tem cabelo e barba grisalhos, usa óculos e está com camisa social branca.

Não, são coisas distintas. O aumento da margem foi uma medida tomada para facilitar a obtenção de crédito neste momento de dificuldades causado pela pandemia, conforme a Lei nº 14.131, que alterou o limite para 40% até o final de 2021.

Depois de aprender o que é a liberação de margem consignável e como ela ajuda a conseguir dinheiro por meio de empréstimo, é hora de ver o passo a passo para obter crédito consignado de um jeito fácil e rápido. Saiba o que fazer!