O que fazer com a restituição do IR?

Boa oportunidade para quitar dívidas ou fazer uma reserva de emergência

Renda
Extra
Por Rodrigo Chiodi

Depois de finalmente terminar a declaração do Imposto de Renda, muita gente fica pensando no dinheiro que pode receber, quando a Receita Federal faz a restituição do IR. Mas, quando esse dinheiro cair na sua conta, você sabe o que vai fazer com ele?

Por mais que dê vontade, não dá para gastar essa quantia sem planejamento. Afinal, ela é uma ótima ajuda para quem está com algum problema financeiro para resolver.

Mesmo que o valor restituído não seja tão alto, esse dinheirinho a mais na conta já ajuda bastante, certo? Por isso, em vez de gastar tudo com algo que você pode se arrepender depois, pense bem e encontre um destino para a grana extra, que pode ajudar a quitar uma dívida, entrar numa reserva para emergências ou ser guardado para realizar sonhos. 

Veja quando a Receita Federal paga a restituição e 5 dicas que podem te ajudar a escolher para onde a grana da restituição do Imposto de Renda.

Quando chega a restituição do Imposto de Renda?

nota de cem reais saindo de carteira de couro marrom escura

Pode assumir: você fez sua declaração do Imposto de Renda já pensando na restituição, não é mesmo? Mas é bom lembrar que são apenas alguns grupos que têm esse direito. De forma geral, é todo mundo que pagou mais imposto do que deveria ao longo do ano.

Pessoas com carteira assinada que ganham mais de R$ 1.903,99 têm o imposto descontado todo mês diretamente no salário. Além disso, quem trabalha de forma autônoma também pode ter que pagar imposto todo mês.

Se, quando você fez a declaração, apareceu a mensagem “Imposto a restituir” no final, é porque vai receber dinheiro de volta. Ele será depositado nas contas dos contribuintes em até 5 lotes, com estimativa de pagamento entre maio e setembro de 2021. 

Quem entregou o IR antes vai receber antes. Mais ou menos uma semana antes de cada data, você consegue consultar pela internet se a grana será paga na sua conta no lote seguinte ou não. Veja as datas:

Quadro mostra datas em que os lotes da restituição do Imposto de renda 2021 será depositada

 

 

 

Agora que você já sabe mais ou menos quando o dinheiro do IR cairá na conta (se você tiver imposto a restituir, claro), comece a se programar para usar esse valor de um jeito positivo para as suas finanças.

5 dicas para usar bem o dinheiro da restituição do IR

Em vez de gastar por impulso e depois se arrepender por nem ter visto a cor do dinheiro, veja 5 outros jeitos de utilizar esse valor.

  1. Pagamento de contas e dívidas

Viver com dívidas é a realidade de muita gente no Brasil. Como mostra uma pesquisa da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), 67,5% das famílias no Brasil estavam endividadas em abril de 2021. Além disso, 24,2% das famílias estavam com contas ou dívidas em atraso (ou seja, estavam inadimplentes).

Se esse for o seu caso, a restituição do IR pode não apenas contribuir para começar o pagamento dessas contas, mas também pode até mesmo quitar algumas delas. O ideal é você observar quais são as dívidas de valor mais alto ou com mais juros, ou então aquelas contas que são mais importantes para pagar (como uma conta de água ou luz que, se não for paga, aumenta o risco de corte).

Além disso, veja quanto você recebeu da Receita. A grana pode abater parte de uma dívida grande, pagar uma parcela atrasada ou aliviar o peso das contas do mês, principalmente se alguma já estiver em atraso. Ainda é possível usar esse recurso na negociação de dívidas

  1. Reserva de emergência

A vida é cheia de imprevistos e qualquer recurso disponível pode ser importante para lidar com alguma situação inesperada. Por isso, é muito importante contar com uma reserva de emergência, e o dinheiro da restituição do Imposto de Renda pode ajudar a começar uma ou mesmo a aumentar o valor dessa reserva.

Mesmo que a grana a receber da Receita Federal não seja tão alta assim, separar esse dinheiro para lidar com alguma emergência já ajuda. Dessa maneira, você já vai usar menos do seu orçamento mensal para lidar com algum perrengue e esse dinheiro não fará tanta falta assim.

 Detalhe para moeda de um real em pé, ao lado de moedas de um real, cinquenta centavos e dez centavos ao lado, em cima de nota de 20 reais, com fundo neutro de tom azul claro

Caso você não esteja com nenhuma conta em atraso, sem dívidas para pagar e com algum dinheiro para lidar com qualquer emergência que aparecer, pode usar a restituição do Imposto de Renda para fazer investimentos.

Dá para investir com pouco dinheiro e fazer isso ajuda a atingir objetivos (aumentar a reserva de emergência, comprar um item importante no futuro, fazer uma viagem planejada para o ano seguinte etc.).

  1. Geração de renda extra

Além de pensar em investimentos depois de ter resolvido outras pendências financeiras, dá para usar a grana da restituição em geração de renda extra. Se você precisava de dinheiro para comprar alguma matéria-prima ou para juntar e adquirir algo que queria para poder trabalhar, essa grana a mais é perfeita para isso.

O mesmo vale se você precisa consertar alguma coisa que traz dinheiro ou incrementar o seu serviço extra. Exemplo: você atua como motorista de aplicativo e precisa fazer algum pequeno reparo no carro, ou quer oferecer mais conforto para os passageiros. Pode usar a restituição para cobrir esses gastos.

  1. Compras, presentes ou viagem de fim de ano

mulher sorri diante de notebook deitada no sofa. Ela é negra, de cabelo crespo baixo, veste camiseta manga curta de tom vermelho e segura um cartão de crédito na mão esquerda, enquanto usa o notebook com a mão direita. Está deitada em sofá com ambiente doméstico desfocado ao fundo

Por fim, dinheiro também foi feito para fazer compras ou presentear quem a gente gosta, inclusive nós mesmos. Por isso, se todas as outras contas estiverem em dia e se você já tem reserva financeira ou mesmo investimentos, pode usar a grana para umas comprinhas.

Afinal, é um dinheiro a mais que caiu na conta e que não deve fazer falta no orçamento. Claro que ainda vale pesquisar bastante e não gastar mais do que precisa. O valor máximo para a compra pode ser uma parte do dinheiro, e isso já dá para fazer compras sem culpa.

Ainda é possível usar a grana do IR para fazer uma viagem legal nas férias ou fim de ano, para esquecer um pouco dos problemas e também celebrar esse dinheiro a mais que entrou no orçamento. Ter esses momentos de relaxamento é bem legal e, se você pode fazer isso sem prejudicar as suas finanças, então faça! 

E você pode contar com as alternativas de investimento do Banco PAN para guardar esse dinheiro, ter uma rentabilidade e ajudar nesse planejamento!

Por fim, veja as dicas que o Igor Guimarães deu nesse vídeo no canal Pra Fazer Mais, do PAN, sobre a restituição!