Como ter uma máquina de cartão pode ajudar seu negócio

Praticidade e segurança são só alguns dos motivos que mostram por que a máquina de cartão é um bom recurso para empresas

Renda
Extra
Por Redacao PAN

  

Quem pensa em abrir o próprio negócio, já tem empresa ou mesmo é profissional autônomo pode se perguntar se ter uma máquina de cartão ajuda ou não. Nem sempre fica claro se esse recurso é uma vantagem ou não.

Mesmo que usar a maquininha envolva custos, sobram benefícios para adotar essa tecnologia. É importante considerar que bilhões de reais são movimentados em transações com cartão de crédito, débito e pré-pago. 

Como mostram dados da ABECS (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços):

  • no 2º trimestre de 2021, as operações com cartões cresceram 52% em comparação com o mesmo período do ano anterior, movimentando R$ 609 bilhões

  • só as transações com cartão de crédito cresceram 53% e movimentaram R$ 371 bilhões

  • no caso do cartão de débito, o volume foi de R$ 214 bilhões (alta de 42%).

O levantamento também indica que foram realizadas mais de 7 bilhões de transações com cartões no 2º trimestre de 2021. O número é 53% maior do que em relação a 2020. 

Com cartões de crédito e débito sendo mais utilizados, é importante para quem tem empresa acompanhar esse movimento e oferecer máquina de cartão para que os clientes possam pagar por esse meio.

5 provas de que a máquina de cartão ajuda empresas

  1. Diminuem chance de inadimplência

O pagamento com cartão traz mais segurança na hora de receber os valores das transações e evita a inadimplência. Afinal, é melhor do que fazer o velho “fiado” para alguém e correr o risco de tomar calote ou demorar meses até ver a cor do dinheiro.

Com a máquina de cartão, as vendas feitas no débito demoram poucos dias para cair na conta. Em alguns casos, o prazo é de 1 dia útil e o dinheiro é retirado diretamente do saldo da pessoa que adquiriu seu produto ou serviço.

Já transações feitas com cartão de crédito podem demorar um pouco mais (a depender da empresa de cartão, o valor é de 30 dias para transações de crédito à vista ou mais, caso seja parcelamento).

O importante é que o dinheiro vai cair na conta, pois clientes que compram no crédito estão pegando dinheiro emprestado do banco. Logo, quem aceita pagamentos com cartão recebe direto da instituição financeira.

  1. Ajuda no controle financeiro da empresa

Foto mostra a mão de uma pessoa digitando teclado de calculadora, com moedas e caderno aberto ao lado.

Os registros de transações em cartão são mais fáceis de serem acompanhados do que operações em dinheiro vivo. Existem casos de o caixa da empresa ser conectado ao sistema de gestão e também à conta bancária que recebe os valores das vendas com cartões.

Afinal, tudo vai direto para o domicílio bancário, que é a instituição na qual uma empresa tem conta corrente para usar os créditos recebíveis de cartões. Quem tem um negócio e possui domicílio bancário consegue:

  • centralizar informações sobre volume de vendas, transações, sazonalidade, entre outras

  • gerenciar o dinheiro que entra e sai da empresa com mais facilidade e velocidade

  • confirmar pagamentos por meio de extratos digitais no site ou aplicativo do banco.

  • Traz segurança para todos

Com tudo digital, diminuem os riscos de assaltos e furtos, pois há menos dinheiro vivo em posse das empresas e dos clientes. Isso porque fica mais difícil para criminosos acessarem o dinheiro de um negócio ou de uma pessoa se ele estiver na conta corrente.

Ao mesmo tempo, não é preciso tomar cuidados em relação ao transporte do dinheiro em papel ou moedas, pois tudo estará na conta corrente de forma digital. Não é necessário ir ao banco levando notas e notas para depositar tudo na boca do caixa, por exemplo.

  1. Permite alcançar mais clientes

Alguém quer os seus produtos ou serviços e não está com dinheiro na mão? Basta a pessoa usar o cartão de crédito ou débito para pagar. Com isso, quem não estiver com notas também consegue comprar da sua empresa.

Ao mesmo tempo, muita gente prefere parcelar a compra por não ter o saldo total na conta para pagar à vista. Com isso, quem não possuía o valor total do produto ou serviço ainda consegue adquiri-lo na sua empresa ao parcelar a compra no cartão de crédito.

  1. Valores parcelados podem ser antecipados

Foto destaca mãos de uma pessoa segurando máquina de cartão, enquanto a mão de outra pessoa aproxima um cartão para pagamento 

É possível antecipar os recebíveis de cartões, principalmente no caso de transações realizadas no crédito e parceladas. Para fazer isso, basta falar com a instituição financeira ou administradora da máquina de cartão.

Em vez de receber os valores apenas no vencimento de cada parcela (depois de 30, 60, 90 dias ou mais, por exemplo), é possível pedir a antecipação da quantia de cada prestação. No caso do Banco PAN, o valor é antecipado diretamente para a conta digital PAN.

Para isso, basta abrir a sua e cadastrá-la como domicílio bancário. Fale com a credenciadora da maquininha para solicitar o cadastro.

                                         google-botao-banco-pan .png apple-botao-banco-pan .png

Cliente PAN pode pedir a Turbo PAN, a maquininha do PAN. Com ela, o empreendedor consegue receber o dinheiro de suas vendas até 1 dia útil depois de elas acontecerem. A Turbo PAN é uma máquina de cartão que já vem com chip e, assim, não precisa de celular para funcionar. 

Depois de entender como a maquininha ajuda o seu negócio e também os clientes, veja quais os tipos que existem e os cuidados necessários ao usar esse recurso. Aprenda ainda mais sobre a máquina de cartão e veja como essa tecnologia funciona!