30% dos consumidores que pretendem fazer compras no Natal têm contas em atraso

Estudo mostrou que 27% dos consumidores costumam gastar mais do que podem. Veja dicas para não perder as contas no final de ano

Controle
Seus Gastos
Por Redacao PAN

Dos consumidores que pretendem fazer compras neste Natal, 30% têm contas em atraso. É isso o que mostra a pesquisa da CNDL (Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas) em parceria com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

O mesmo levantamento ainda revela que 27% dos que devem comprar presentes no Natal costuma gastar mais do que podem. Já outros 7% pretendem deixar de pagar alguma conta para conseguir fazer compras no Natal. 

Ou seja, a época de Natal é um prato cheio para perder o controle dos gastos.

De acordo com os consumidores, as principais contas que deixarão de ser pagas para comprar presentes de Natal ou participar das festas de fim de ano são: 

  • TV por assinatura: 24%

  • cartão de crédito: 20%

  • internet: 20%

  • financiamento de carro ou moto: 13%

  • conta de água/luz: 11%

O presidente da CNDL, José César da Costa, afirmou num comunicado que é importante que o consumidor resista aos excessos de consumo para não começar o próximo ano com problemas financeiros. 

“O recomendável é não comprar por impulso e planejar as despesas de acordo com o orçamento, sempre priorizando a quitação de contas”, afirmou. 

Como manter o orçamento e não comprar por impulso

Diante dessa situação e das compras de final de ano, que podem trazer problemas ao orçamento, como resistir às compras por impulso e não gastar mais do que se tem?

Preste atenção nas recomendações para isso

  1. Evitar compras por impulso

  2. Confira a fatura de seu cartão de crédito - analisar as compras que você fez e poderia ter deixado para outro momento ou nem ter feito pode ajudar em “impulsos” futuros

  3. Como resistir a promoção - Se você não consegue resistir a promoções, pode ser a hora de repensar atitudes. Avalie suas últimas compras: quantas foram em alguma “liquidação”? Elas fizeram você gastar mais do que podia naquele momento? E qual foi a real utilidade daquilo que você comprou? 

  4. Como você se sente após a compra? - É muito comum que a compra por impulso venha acompanhada de um sentimento de culpa ou dúvida. Você já se perguntou: “será que eu deveria ter comprado?” ou então “eu poderia ter gasto esse dinheiro com coisas mais úteis?”.  

  5. Leia também: 45% vão fazer compras de Natal pela internet

  6. Faça contas e mantenha seu orçamento 

Homem branco com barba grisalha e cabelo curto preto olha com cara de preocupação para cartão que segura em sua mão direita enquanto apoia o rosto com a esquerda. Ele usa camiseta listrada de preto e branco e está sentado à frente de uma mesa onde há um laptop aberto

Antes de fazer as compras de Natal, estude com cuidado seu orçamento. É importante fazer um controle de gastos pessoais para não passar perrengue.

Quais as contas que você precisa pagar? Depois de quitar todas elas, quanto você pode gastar?  Depois de ter esse valor, liste o que deseja comprar. Por exemplo: vai dar presentes? Para quem? Quanto pode gastar em cada um? 

Se entender que realizar todos os “desejos” deste Natal vai fazer sobrarem dívidas para o Ano Novo, que tal reprogramar e estudar cortes? Pode ser melhor um pouco menos de “realização” no Natal e mais grana no bolso em 2022. 

Quer recomendações para planejar melhor suas compras de Natal? E se for o próprio Papai Noel a dar as dicas? Nesse vídeo do canal Pra Fazer Mais, do Banco PAN no YouTube, a Marivalda ouviu do "bom velhinho" algumas dicas, na interpretação sempre bem humorada de Henrique Nemes. Confira!