22% ficaram desempregados na pandemia, diz pesquisa

Mais da metade ainda não conseguiu nova vaga; maior parte (57%) pertence à classe C

Controle
Seus Gastos
Por Redacao PAN

A pandemia mostrou um abismo social no Brasil e aprofundou desigualdades. Ao todo, 22% dos brasileiros ficaram desempregados. Porém, mais da metade (57%) desses desempregados era da Classe C. 

Os dados são da pesquisa “Banking & Finance 2021”, feita pela empresa de tecnologia MindMiners, especializada em análise do comportamento humano. Para a pesquisa, foram entrevistadas 1.000 pessoas pela internet, entre os dias 7 e 12 de maio deste ano.

O levantamento ainda mostrou que 46% das pessoas que não perderam o emprego tiveram redução da renda familiar no período da pandemia. 

A redução da renda representou mudanças no comportamento financeiro das famílias, que precisaram fazer adaptações em relação às compras, por exemplo. 

Aliás, o levantamento mostrou que 85% dos entrevistados que receberam auxílio emergencial disseram ter usado o dinheiro, principalmente, para custear alimentação

A própria pesquisa menciona que, “enquanto 19 milhões de brasileiros passaram fome em 2020 - isso, sem contar os lares com insegurança alimentar -, a Forbes ganhou mais 20 bilionários para a conta só no Brasil - no mundo, a lista bateu recorde”.

Como conseguir emprego na pandemia

Imagem mostra uma carteira de trabalho sobre uma mesa. Ao fundo, a mão de uma pessoa carimba uma folha 

Num momento como este de pandemia, desemprego e redução de renda para várias famílias, muitas pessoas se perguntam como arrumar emprego. 

Aliás, a taxa de desemprego, ou desocupação, do Brasil ficou em 14,6% ao final do trimestre móvel de março a maio de 2021, de acordo com dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) no último dia 30.

Veja algumas dicas de como arrumar emprego na pandemia e comece a superar essa situação.

  1. Cadastre-se em sites de emprego

  2. Atualize e capriche no currículo

  3. Use as redes sociais

  4. Crie uma rotina para buscar trabalho

  5. Faça cursos online

  6. Tenha persistência

  7. Use sua rede de contatos

A respeito dos cursos online, existem várias possibilidades em diversas instituições de ensino. Muitos desses cursos são gratuitos e emitem certificados que podem te ajudar a melhorar o currículo.

Muitos desses cursos gratuitos também são online, o que é um enorme benefício num momento de restrições de deslocamento por causa da pandemia.

Além disso, ainda evitam gastos com transporte. Você pode fazer de qualquer lugar e se preparar para uma oportunidade de realocação sem sair de casa.