Descubra como vender roupas pela internet e faturar com moda

Seguindo dicas básicas, você aumenta suas chances de sucesso vendendo roupas online

Renda
Extra
Por Redacao PAN

Uma alternativa para quem pensa em empreender é realizar vendas por meio de sites. Uma das possibilidades de negócio é a moda, mas, para ter sucesso nesse meio, é preciso entender como vender roupas pela internet de forma eficiente.

Não basta só criar um perfil em rede social, tirar fotos e achar que a mágica das vendas irá acontecer: existem várias estratégias e dicas que ajudam que está começando a vender cada vez mais e melhor.

O ambiente online é repleto de sites de compras. Por essa razão, é importante se destacar e fazer um bom trabalho com sua loja de roupas online. Mercado não falta: a população brasileira está mais disposta a fazer compras em sites por causa da pandemia.

Além de aproveitar a maré de compras online, vender roupas pela internet pode ser uma boa alternativa pra aumentar as vendas de uma empresa física e até para quem precisa de uma renda extra. Isso porque é possível conciliar as vendas com outras atividades remuneradas, como um emprego fixo.

7 dicas de como vender roupas pela internet e criar sua loja online

  1. Aposte em um nicho de mercado

Foto de uma pessoa segurando celular com a mão direita e cartão na mão esquerda, para ilustrar compra de roupas pela internet. A pessoa está de costas para a foto e apenas suas mãos e pernas aparecem enquanto ela está sentada em sofa.

São muitas opções de lojas de roupas online, tanto aquelas que pertencem a grandes marcas e redes físicas quanto sites específicos. Por isso, não adianta querer agradar todo mundo e vender roupas sem um recorte específico de público.

Para resolver isso, aposte em um nicho de mercado. Defina no que a sua loja de roupas online vai ser especialista. Isso traz um diferencial da sua marca em relação à concorrência e chama a atenção de pessoas que podem encontrar o que desejam apenas na sua loja.

Isso pode ir além de vender roupas para um objetivo específico (moda praia, moda íntima, moda de inverno etc.). É possível pensar em roupas específicas para quem quer fantasias ou para quem apenas quer meias estampadas, por exemplo.

Ainda sobre o nicho de mercado, existe interesse na compra de objetos usados, que podem ser mais baratos do que os novos e ainda ajudam a aumentar a vida útil de produtos. Talvez um brechó online seja o nicho em que você poderá atuar.

Ao mesmo tempo em que escolhe seu nicho de mercado, é importante começar a conhecer o seu público-alvo, ou seja, o grupo de pessoas que tem potencial para adquirir suas roupas. Vale a pena buscar informações como:

  • Idade média;

  • Gênero;

  • Onde vivem;

  • Escolaridade;

  • Interesses.

Isso pode ser feito por pesquisa própria com formulários online, enquetes em redes sociais ou mesmo a partir de conversas com pessoas próximas para conhecer o interesse das pessoas nas ofertas da sua loja.

Mesmo que ela não tenha sido criada ainda, procure apresentar sua ideia para amigos e colegas, que poderão opinar a respeito da loja. As características das pessoas que conversarem com você sobre o negócio podem ser um começo de criação de público-alvo.

  1. Pesquise bem a concorrência

Quais suas principais referências em lojas de roupas? Como essas marcas se comportam na internet? Quais outras marcas que só existem no ambiente digital podem inspirar ideias? Quais os concorrentes diretos da sua loja (ou da loja que você deseja criar).

Todas essas perguntas são respondidas por uma boa análise de concorrência. Você pode começar pelas marcas maiores e famosas e pesquisar por outras que sejam menores ou mesmo estejam começando.

O importante é olhar o mercado para saber o que fazer, o que não fazer e ter ideias sobre o que fazer para vender suas roupas online.

  1. Invista no nome, marca e perfis da loja

Foto de mulher mostrando colar diante de celular com tripé e anel de luz, para gravação para a internet. A mulher é branca, tem cabelos castanhos claros lisos e veste casaco bege, blusa branca e calça jeans. Ao seu lado, roupas coloridas e, ao fundo, parece cinza com blazer azul em manequim.

A identidade visual da sua loja online de roupas é essencial para que os clientes saibam de cara identificar a sua marca. Sem isso, ela será apenas mais uma entre milhares de outras na internet. É preciso se diferenciar e uma marca de destaque ajuda nisso.

Tenha um nome próprio, procure ter uma logomarca que identifique a loja (é possível criar em aplicativos online, como o Canva) e crie perfis em redes sociais, principalmente naquelas nas quais seu público está e que valorizam imagens, como Instagram e Pinterest.

Dê uma caprichada nas fotos usadas nas redes sociais, principalmente naquelas plataformas que destacam imagens. Também é essencial descrever as peças de forma completa, com todas as medidas e características, para que os clientes saibam tudo sobre os produtos.

  1. Trabalhe com fornecedores eficientes

Isso vale tanto para lojas que vão fabricar as roupas quanto para quem venderá usados: todos devem contar com bons fornecedores, que não deixarão a sua loja na mão quando as vendas começarem a aumentar ou diante de alguma situação inesperada.

Os fornecedores vão ajudar a manter a qualidade das roupas e, também, as atividades da loja. Também é importante trabalhar com fornecedores que apresentem o melhor custo-benefício, para que a saúde financeira da empresa não corra riscos.

  1. Escolha uma plataforma de comércio eletrônico apropriada

Existem muitas opções de plataformas de e-commerce disponíveis para quem vai começar a empreender. É importante escolher aquela apropriada para as suas necessidades, que ofereça funções adequadas para o tamanho da sua empresa.

Também é importante observar se a área de suporte da empresa de comércio eletrônico é satisfatória, pois é provável que você precise de auxílio técnico no começo das atividades. Veja também se a plataforma é fácil de usar e quais outras lojas utilizam o mesmo serviço.

Foto de uma pessoa tirando foto de peça de roupa com o celular. A pessoa só aparece do pescoço para baixo, veste blusa amarela e calça jeans e está em pé diante de mesa com a peça de roupa, notebook e itens de costura.

Quanto mais opções de entrega das suas roupas, melhor para os clientes e mais chances de fechar vendas você terá. Existem lojas pequenas que combinam a entregas em locais públicos, por exemplo. Outras usam serviços dos Correios ou de transportadoras privadas.

A variedade também é importante quando falamos em opções de pagamento. Quanto mais possibilidades de pagar a loja de roupas oferecer, mais chances de vender. Hoje existem diversas opções além do boleto, como PIX, transferência bancária ou cartão de crédito.

Quem começa seu próprio negócio pode ficar com muitas dúvidas sobre o universo do empreendedorismo. Por isso, veja as principais perguntas sobre empreender e suas respostas!