Preço médio da gasolina no país tem 3ª queda seguida. Gás de cozinha volta a subir

Pesquisa da ANP mostra ainda que o valor médio cobrado pelo etanol também caiu no Brasil.

Controle
Seus Gastos
Por Redacao PAN

A pesquisa de preços de combustíveis feita pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) mostrou que, no período de 5 a 11 de dezembro, o valor médio do litro da gasolina comum cobrado no país caiu pela 4ª semana seguida.

O levantamento, semanal, revela que o litro da gasolina chegou ao valor médio de R$ 6,752 em  meados de novembro. De lá para cá, houve quedas sucessivas. O último reajuste da gasolina anunciado pela Petrobras foi no dia 25 de outubro e começou a vigorar a partir do dia seguinte.

Veja abaixo o gráfico com a evolução dos preços médios da gasolina comum.

Gráfico mostra evolução do preço médio do litro da gasolina comum pela pesquisa da ANP nas últimas semanas

 

 A pesquisa da última semana foi feita em 4.696 postos em todo o país. O preço mínimo constatado foi de R$ 5,469, em Marília, em São Paulo. Já o preço máximo foi de R$ 7,962, em Bagé, no Rio Grande do Sul.

A mesma pesquisa da ANP que apontou a queda do preço médio da gasolina também mostrou que o valor médio do litro do etanol no país reduziu. 

Ele estava em R$ 5,414 na semana de 14 a 20 de novembro, ficou em R$ 5,308 entre os dias 28 de novembro e 4 de dezembro e, no último levantamento, a agência constatou nova queda, para R$ 5,210.

Para o etanol, a pesquisa foi feita em 4.181 postos no país. O valor mais baixo foi encontrado em Mogi Mirim, no interior de SP: R$ 4,449. Na outra ponta, foi em Bagé, no RS, que a ANP encontrou o litro do etanol mais caro do país: R$ 7,899.

De acordo com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, o valor da gasolina tem sido um dos principais vilões do aumento geral dos preços. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a alta acumulada da gasolina nos últimos 12 meses terminados em novembro/21 é de 50,78%. Já o IPCA subiu 10,74% nesse mesmo período. 

Gás de cozinha: aumento no preço médio

No caso do botijão de 13 kg do GLP (gás liquefeito de petróleo), o popular gás de cozinha, a pesquisa da ANP constatou aumento no preço médio no país na última semana. A alta acontece depois de o valor ter registrado um recuo no levantamento anterior.

Veja abaixo o gráfico com a evolução dos preços médios do botijão de 13 kg no país.

Alt imagem: Gráfico mostra evolução dos preços médios do gás de cozinha no Brasil a cada semana, de acordo com pesquisa da ANP

Valor médio semestral do gás de cozinha no Brasil

A ANP divulgou na semana passada que o valor médio do gás de cozinha no Brasil no semestre entre junho e novembro) foi de R$ 95,63.

Foi a primeira vez em que a agência divulgou o preço nesse formato, previsto no decreto que regulamentou a lei que cria o auxílio-gás nacional. O texto prevê que a ANP deva divulgar a média semestral do valor do botijão de 13kg do gás de cozinha até o 10° dia útil de cada mês. 

 

É a média semestral do valor do gás de cozinha que é usada para determinar o valor do auxílio-gás, benefício que será concedido às famílias de baixa renda para mitigar os efeitos do aumento do preço deste item. 

Uma forma de lidar com constantes altas de preços em geral é saber como administrar o vale-refeição, caso você receba o benefício. Descubra como fazer!