Saiba o que fazer quando o cartão é clonado e como se proteger

Problema pode trazer grandes prejuízos, então veja como evitar e saiba o que fazer em caso de clonagem

Mais crédito
para você
Por Redacao PAN

   

Um medo comum para quem usa cartão de crédito ou débito é a clonagem, algo que pode ser mais comum do que se imagina. Mas o que fazer quando o cartão é clonado e como evitar esse tipo de golpe atualmente?

Uma pesquisa da PSafe com mais de 18 mil respostas mostra que quase 17% das pessoas já tiveram cartão de crédito clonado. Além disso, o medo de clonagem do cartão de crédito atinge mais de 54% das pessoas que participaram da pesquisa.

O receio não é sem motivo, pois levantamento da Serasa mostra que brasileiros sofrem uma tentativa de fraude a cada 8 segundos. Tem muito golpe na praça e é importante tomar cuidado para não ter o cartão clonado e usado por criminosos.

O que é o cartão clonado?

O termo “cartão clonado” tem origem nos cartões que tinham tarja magnética, que num passado recente eram populares por aqui. Na época, criminosos conseguiam clonar os dados do cartão por meio da tarja e acessar informações como:

  • nome do titular do cartão

  • número do cartão

  • data de vencimento

  • o código de segurança, também chamado de CVV.

Com essas informações, os golpistas faziam um clone, ou cópia, do mesmo cartão e realizavam compras a serem debitadas ou creditadas na conta da vítima. O golpe podia acontecer com máquinas de pagamento adulteradas ou leitores de caixas eletrônicos falsos.

Hoje em dia, os cartões já contam com tecnologia de chip, o que reduz a chance de clonagem em si. Porém, os golpistas desenvolveram outras formas de acessar dados do cartão e, com isso, utilizá-lo sem consentimento dos verdadeiros clientes.

Formas de clonagem de cartão

Foto mostra anzol de peixe fisgando cartão de crédito, em alusão ao golpe phishing que deixa o cartão clonado. Os objetos estão em cima de teclado de computador.

Entre algumas das formas de clonagem de cartão de crédito ou débito, algumas se destacam:

  • Phishing, tipo de fraude eletrônica que criminosos usam para roubar dados pessoais por meio de peças de e-mail, SMS ou mesmo sites falsos

  • Fotos do cartão tirada por criminosos que atuam em estabelecimentos, para usarem as informações depois

  • Acesso via imagens divulgadas em redes sociais que muitas pessoas tiram, sem entender o perigo desse tipo de publicação

  • Em situações de ataques de criminosos a bancos de dados de empresas, quando os golpistas conseguem acessar informações de pagamento.

Além disso, se o cartão de uma pessoa ainda usa tecnologia de tarja, ele fica mais suscetível à clonagem por meio de terminais de atendimento ou maquininhas adulteradas que podem clonar os dados durante uma transação.

Como evitar ter o cartão clonado

Não compartilhe informações do seu cartão

Jamais tire fotos do seu cartão de crédito ou débito e publique nas redes sociais, pois criminosos podem acessar as imagens e usar as informações do cartão. 

Também não compartilhe dados do cartão por redes sociais, aplicativos de conversa, telefone e e-mail, pois podem ser golpistas se passando pelo banco para acessar as informações do seu cartão.

Tenha cuidado com links recebidos

Sempre desconfie de links recebidos por e-mail, SMS, WhatsApp e qualquer outro canal, principalmente se vierem de remetentes desconhecidos. Um único clique pode ser perigoso e permitir que golpistas acessem suas informações pessoais.

Não clique em links desconhecidos, observe se há erros de português nas mensagens e se você não reconhece a pessoa ou empresa que enviou o link, não clique nem repasse a mensagem.

Observe se sites e apps são falsos

Foto mostra homem olhando com concentração para tela de smartphone que segura com os braços apoiados em mesa que não aparece na foto. O homem tem cabelo preto curto e veste camiseta manga longa azul.

Existem muitas páginas criadas por golpistas só para roubar dados. A pandemia foi usada como tema em mais de 5 mil sites falsos, por exemplo. Logo, é sempre bom observar se um site é seguro ou se pode ser uma versão feita por criminosos para roubar dados.

O mesmo vale para aplicativos: tome cuidado ao baixar e cadastrar informações em apps que usam dados bancários ou pessoais, pois eles podem ser golpe para pegar informações dos seus cartões.

Fique de olho em transações presenciais

Existem golpes de clonagem ou fraude com cartão que envolvem transações presenciais. Um falso atendente pode, por exemplo, tirar fotos de frente e verso do cartão e, com as informações da imagem, fazer compras sem o consentimento da pessoa titular.

Para evitar isso, não dê os seus cartões na mão de uma pessoa. Fique sempre com o cartão na mão e observe se não há nenhuma tentativa de tirar foto do objeto. Além disso, não empreste o cartão com senha para ninguém.

Use um cartão virtual

Um cartão virtual é uma função para que as pessoas possam comprar online com segurança. Esse tipo de cartão pode gerar informações diferentes para cada compra, ao contrário do cartão físico, que tem sempre os mesmos dados.

Caso você queira usar o cartão para uma compra online específica, pode gerar uma numeração de cartão virtual apenas para aquela compra. Assim, caso se trate de uma fraude, os criminosos não poderão reaproveitar os dados em outros golpes.

Além disso, caso tenha problemas com golpes no cartão virtual, não será preciso bloquear ou trocar o cartão físico. Ao mesmo tempo, o bloqueio é mais rápido e pode ser feito pelo site do banco ou app.

O que fazer se o seu cartão for clonado?

Foto mostra mulher com olhar de atenção para tela de notebook que usa com a mão direita, enquanto segura cartão na esquerda. A mulher tem cabelo castanho claro, veste jaqueta jeans e está sentada em cadeira cinza e diante de mesa com papéis, com sala de estar ao fundo.

Uma maneira de identificar uma clonagem de cartão é perceber transações suspeitas, seja ao olhar a fatura do cartão ou ao receber notificações no celular. 

Em alguns casos, as instituições financeiras entram em contato com o titular do cartão para confirmar transações suspeitas.

Caso você perceba que seu cartão foi clonado, é essencial agir rapidamente:

  1. Bloqueie ou cancele o cartão. Isso evita que outras transações sejam realizadas e aumentem o rombo no orçamento. O bloqueio pode ser feito por site, app ou central de atendimento do banco

  2. Veja no extrato ou fatura quais foram as transações que você não fez. É importante observar se elas foram mesmo feitas por golpistas ou não. Observe datas e horários suspeitos que não são reconhecidos

  3. Fale com a emissora ou administradora do cartão para avisar a clonagem de cartão e indicar quais foram as compras suspeitas que não são reconhecidas

  4. Faça um Boletim de Ocorrência (B.O.) para informar que o cartão foi clonado. Isso pode ajudar a mostrar à administradora ou emissora do cartão que houve crime.

Se for detectado que o cartão foi clonado, será iniciado o processo de contestação das transações que pode resultar na devolução do dinheiro usado indevidamente. Além disso, você pode solicitar o envio de novo cartão.

Outras medidas de segurança no uso de cartões

Foto destaca mãos de uma pessoa branca que segura smartphone na mão esquerda e cartão de crédito na direita.

Veja outras medidas que você deve adotar para usar seu cartão de forma segura. As dicas foram elaboradas pelo time de Segurança do Banco PAN.

  • Certifique-se de que ninguém está vendo a sua senha quando estiver fazendo compras ou quando utilizando caixas eletrônicos;

  • Evite senhas de fácil identificação e, por motivos de segurança, nunca anote, tampouco guarde junto com o cartão ou dentro da carteira;

  • O PAN jamais ligará ou enviará SMS solicitando senha do seu cartão;

  • O PAN não envia motoboys para retirada do seu cartão, mesmo que você o danifique;

  • Lembre-se de que sua senha é pessoal e intransferível, nunca compartilhe com outras pessoas;

  • Não deixe que terceiros tenham acesso ao seu cartão, lembre-se de que, mesmo que seu cartão tenha chip, é possível realizar compras pela internet usando apenas as informações contidas nele;

  • Em caso de roubo, perda ou extravio do seu cartão, comunique imediatamente a Central de Atendimento do Banco PAN.

Nesse vídeo do canal do YouTube Pra Fazer Mais, do Banco PAN, o influencer Matheus, do Matheus Matando a Grito, dá dicas de como evitar a clonagem de uma maneira divertida. Confira!

Por falar nisso, é possível usar um cartão de crédito com segurança e aproveitar diversos benefícios na hora de comprar e organizar as finanças. Veja as vantagens de ter cartão de crédito.