Falta de experiência do candidato faz 68% dos recrutadores excluírem currículo

Segundo pesquisa do Banco Nacional de Empregos, erros de português no documento também eliminam candidatos antes de uma avaliação maior

Renda
Extra
Por Redacao PAN

 

Quase 7 a cada 10 recrutadores, ou 68% deles, excluem um currículo de imediato por causa da falta de experiência no currículo. O dado consta em pesquisa feita pelo Banco Nacional de Empregos (BNE), enviada ao Blog Amigo do Dinheiro.

Por esse motivo, o gerente de negócios do BNE, José Tortato, recomenda que os candidatos a uma vaga de emprego indiquem todas as suas experiências, mesmo que informais.

“Algumas vezes, os interessados pelas vagas não colocam as suas principais experiências profissionais no currículo. É muito importante que seja indicado, de alguma forma, que a pessoa tenha experiências, mesmo que sejam informais ou trabalho voluntário”, disse Tortato no comunicado em que a pesquisa é detalhada.

O BNE, o Banco Nacional de Empregos, é um site que liga empregadores e empregados. São mais de 135 mil empresas cadastradas na plataforma, que buscam currículos de candidatos que possam preencher as vagas ofertadas.

O levantamento do BNE ainda aponta outros motivos para que os recrutadores excluam um candidato do processo seletivo de uma vaga. Veja abaixo quais são esses fatores:

  • erros de português: 25%
  • falta de especialização: 6%

O estudo também constatou que quase metade (45%) dos recrutadores dizem que eliminam os currículos para uma entrevista em até 20 segundos.

Outros 42% dos recrutadores descartam os currículos em 1 minuto e 11%, em 10 segundos.

Festas de fim de ano: candidato deve se qualificar

Com a chegada do fim de ano e o aumento esperado das vendas por causa do Natal e do Ano Novo, além da Black Friday que ocorre nesta sexta-feira (26), é esperado um aumento do número de vagas, mesmo que temporárias.

“Os profissionais precisam estar cada vez mais qualificados, e o currículo merece toda a atenção, com o candidato o mantendo atualizado, já que a concorrência também costuma ser grande", disse o gerente de Negócios do BNE.

Veja abaixo algumas dicas para arrumar um emprego, especialmente nesse momento difícil para a economia por causa da pandemia:

Cadastre-se em sites de emprego

Um homem branco, de calça jeans e camisa vermelha, com topete e óculos, está sentado no chão, encostado num sofá cinza, enquanto mexe no laptop que está sobre o sofá. Ele apoia a cabeça na mão esquerda, cujo cotovelo está sobre o sofá

O isolamento social causado pela pandemia fez com que muitos processos seletivos acontecessem de forma online, por meio de sites.

Use as redes sociais

Rede social serve para muito mais do que curtir memes ou ver fotos de amigos: tem como arrumar emprego utilizando as redes sociais. Isso pode acontecer tanto por meio de grupos quanto por redes específicas para buscar trabalho.

O LinkedIn é um exemplo de rede social voltada a encontrar empregos. Além disso, existem grupos no Facebook, WhatsApp e até outros aplicativos de mensagens. Pesquise por esses grupos na sua área de atuação e faça parte.

Crie uma rotina para buscar trabalho

Buscar emprego de forma recorrente aumenta as chances de ter sucesso. Alguém que procura trabalho apenas 1 vez por mês pode perder muitas oportunidades. Já uma pessoa que procura vagas todo dia pode achar mais empresas contratando.

Por isso, crie uma rotina para olhar sites de emprego, sites de empresas que você quer trabalhar e grupos de redes sociais que anunciam vagas. Também separe um tempo para se candidatar às vagas, mandar CV ou mesmo fazer testes de seleção.

Faça cursos online

Uma mulher branca cadeirante, de óculos, digita num teclado de um computador desktop, cuja tela diz, em inglês, “Educação Online”. Sobre a mesa, há alguns objetos, como um caderno aberto e uma xícara de café

Os cursos são uma maneira de deixar o currículo atrativo e ter mais condições de conseguir emprego. Hoje em dia, as empresas têm interesse em quem gosta de aprender sempre, e os cursos online são uma ótima maneira para isso.

Aproveite para ver ainda o que empresas e profissionais buscam na hora de preencher uma vaga. Veja aqui o “match perfeito”!