Conheça a nova fase do Open Banking e entenda como ela vai te beneficiar

Na 4ª fase, o Open Banking vai ampliar as possibilidades relacionadas ao uso de produtos e serviços além dos bancários

Controle
Seus Gastos
Por Redacao PAN

A nova fase do Open Banking , que se inicia nesta quarta-feira (15), é um importante avanço que potencializa os benefícios do ecossistema para clientes e, principalmente, faz com que eles possam aproveitar vantagens do compartilhamento de informações para além dos produtos e serviços bancários.

Também chamada de Open Finance, essa etapa da implementação do Open Banking é considerada a última do sistema. Mas, assim como as demais, ela será implementada de maneira faseada. 

Além disso, as instituições participantes e também o BACEN (Banco Central) continuarão a melhorar os recursos do sistema de maneira contínua.

São diversas as possibilidades de que podem surgir com o Open Finance. Compartilhar dados com bancos pode trazer vários benefícios para clientes e, com essa nova fase, também para quem usa outros produtos e serviços financeiros.

O que é Open Banking

A tradução para o português do termo Open Banking seria “banco aberto” e faz referência a um sistema bancário aberto no qual é possível compartilhar informações, produtos e serviços por meio de uma integração de sistemas financeiros.

Esse compartilhamento só acontece mediante pedido e autorização dos clientes. Em outras palavras, com o Open Banking o cliente consegue levar seus dados e histórico de relacionamento com uma instituição participante para outra, em vez de iniciar uma relação do “zero” com uma nova empresa.

Por exemplo: quem tiver conta digital em um banco e desejar contratar um serviço de outro pode compartilhar os dados da conta com a nova instituição. Tudo acontece de forma segura e apenas com autorização expressa do titular dos dados.

As informações podem ser dados cadastrais, movimentações de contas, limite de cartão de crédito, entre outras. Com esses dados, as instituições que estão no Open Banking podem conhecer melhor os clientes e, com isso, oferecer produtos e serviços personalizados.

Esse vídeo do canal do Banco PAN no YouTube explica a iniciativa.

4 Fases do Open Banking

ilustração mostra celular com botão escrito compartilhar na tela e, em volta do aparelho, ícones de dinheiro envoltos em balões que estão conectados, para indicar nova fase do open banking

O BACEN (Banco Central) dividiu a implantação do Open Banking em 4 fases:

  • Fase 1: a partir de fevereiro de 2021, as instituições disponibilizaram ao público informações sobre canais de atendimento e sobre produtos e serviços bancários, sem compartilhamento de informações dos clientes;

  • Fase 2: com início em agosto de 2021, essa etapa passou a permitir aos clientes autorizar o compartilhamento de suas informações entre instituições, como dados cadastrais, transações em contas e informações de cartão de crédito, por exemplo;

  • Fase 3: a partir de outubro de 2021, começou a possibilidade de compartilhamento do serviço de iniciação de transação de pagamento e integração de serviços;

  • Fase 4: compartilhamento de informações relacionadas a produtos e serviços de câmbio, investimentos, previdência e seguros.

Vantagens da nova fase do Open Banking para clientes

Muita gente lida com produtos e serviços diversos e, muitas vezes, não percebe como eles são variados. Tem quem possua conta no banco, tenha contratado um seguro de vida e contribua para um plano de previdência, por exemplo.

Além do banco, todos os outros produtos envolvem dinheiro, seja relacionado ao valor mensal que se paga para a seguradora manter as coberturas, seja sobre as contribuições realizadas para a previdência.

Na 4ª fase do Open Banking, a possibilidade de os clientes autorizarem o compartilhamento de seus dados financeiros vai alcançar empresas de outros segmentos além de bancos e instituições financeiras. Poderão participar do sistema financeiro aberto empresas:

  • Que oferecem produtos e serviços de investimentos;

  • Que oferecem produtos de previdência privada;

  • Seguradoras, que comercializam seguros diversos;

  • Empresas que atuam no mercado de câmbio, entre outras.

“Os clientes – sempre que quiserem e autorizarem - poderão compartilhar suas informações de operações de câmbio, investimentos, seguros, previdência complementar aberta e contas-salário”, informa o BACEN.

Ao mesmo tempo, de acordo com a instituição, os clientes poderão acessar informações sobre as características de produtos e serviços desses setores, além do bancário.

infográfico com trechos do texto sobre nova fase do open banking, com foco nos tópicos de como será o sistema, benefícios e com ilustrações relacionadas a dinheiro.

  1. Ampliação de produtos e serviços

Com o Open Finance, o ecossistema do Open Banking vai abranger produtos e serviços de empresas de câmbio, investimentos, seguros, previdência e muitas outras. Com isso, são mais segmentos do mercado que podem aproveitar os benefícios dessa inovação.

  1. Mais dados para compartilhamento

Os clientes poderão solicitar e autorizar o compartilhamento de seus dados para além das informações bancárias. Tudo acontece de forma segura e com consentimento expresso dos consumidores e visa proporcionar melhores experiências para além dos bancos.

Assim como os bancos, empresas seguradoras, de câmbio, investimentos e outras poderão ofertar produtos personalizados para o público a partir das informações que clientes autorizarem o compartilhamento.

  1. Taxas mais baixas

Ao conhecer o histórico financeiro dos clientes, será possível para as empresas oferecerem valores de taxas relacionados à contratação de seguros, produtos de investimentos e outros por preço mais baixo.

  1. Mais praticidade

Não será necessário iniciar relacionamentos do “zero” com seguradoras, corretoras de investimentos e outras que estão incluídas na fase 4 do Open Banking, assim como tem acontecido com os bancos e instituições financeiras.

  1. Mais informação

Com mais dados compartilhados por empresas além das bancárias, será possível comparar produtos e serviços de forma mais prática, assim você escolhe aqueles que cabem no seu bolso. Tenha mais informações sobre seguros ou investimentos, por exemplo.

  1. Maior autonomia

A última fase faz com que a autonomia dos clientes sobre seus dados seja ampliada para além do sistema bancário. Ou seja, só você pode permitir o compartilhamento de informações com qualquer empresa financeira, de bancos a seguradoras.

Open Banking e Open Finance

foto de uma mulher concentrada enquanto usa notebook. A mulher é branca, tem cabelo liso castanho, usa regata branca e está sentada diante de mesa, com janela iluminada ao fundo.

O Open Finance é um termo em inglês que pode ser traduzido para o português como sistema financeiro aberto e seria uma ampliação do Open Banking, A fase 4 do sistema é considerada como o início dessa experiência ampliada.

Afinal, será possível compartilhar dados com bancos, seguradoras, corretoras, empresas de investimentos, fundos de pensão, companhias de previdências e qualquer outra que participe do Open Banking. 

Dessa maneira, quem possui qualquer serviço financeiro além de contas bancárias pode autorizar o compartilhamento de suas informações para outras instituições com o objetivo de receber ofertas que combinam com suas necessidades e perfil.

Se depois de saber mais sobre a nova fase do Open Banking você ainda está com dúvidas sobre o sistema financeiro e como ele impacta o mercado, descubra as respostas para as principais perguntas sobre Open Banking!