O que é o score e como ele afeta a sua vida?

O score de crédito é um recurso comum usado por instituições financeiras

Mais crédito
para você
Por Rodrigo Chiodi

Se tem uma coisa que faz diferença na vida de quem paga contas, quer fazer um financiamento ou mesmo pegar um empréstimo, é o score de crédito. Ele é usado por uma série de empresas, como bancos e outras instituições financeiras, para fazer negócios com pessoas físicas e tem uma relação direta com o endividamento e a inadimplência de alguém.

Porém, ainda tem muita gente que não sabe muito bem como funciona o score, como ele é utilizado por empresas e quais as suas vantagens e desvantagens. 

É muito importante entender como funciona esse sistema, pois é comum que, quando você precisar de algum produto ou serviço financeiro, consultem o seu score de crédito para saber se ele é alto ou não.

Dá pra melhorar o score a partir de algumas boas práticas financeiras. Quem faz isso pode ter melhores condições na obtenção de crédito. Por isso, vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre score de crédito. Saiba mais!

O que é score de crédito?

A tradução para o termo score é “pontuação”. Dessa maneira, podemos definir o score de crédito como uma pontuação de consumidores que mostra qual é a relação deles com crédito, dívidas, inadimplência e pagamentos.

Basicamente, o score é um sistema de pontuação que avalia se a pessoa é boa para pagar dívidas e contas ou se, eventualmente, não tem um bom histórico nesse assunto. Ele tem relação com o cadastro positivo, que é um tipo de  “currículo financeiro” com as informações que mostram como foi a relação dessa pessoa com finanças ao longo da vida. O score é a pontuação dentro do cadastro positivo.

O score varia de 0 a 1.000 e costuma variar ao longo do tempo. Quanto mais próximo de 1.000 o índice estiver, melhor: isso significa que consideram você uma pessoa que honra seus compromissos financeiros.

A pontuação é calculada por algumas empresas que são chamadas de birôs de crédito (um tipo de empresa que mostra o histórico de pagamento de alguém). Segundo essas empresas, o score tem o objetivo de indicar o grau de confiança que bancos e instituições financeiras podem ter em alguém no momento de aceitar um pedido de empréstimo, por exemplo.

Bancos, financeiras, empresas de telefonia, comércio, lojas, prestadores de serviços, seguradoras e imobiliárias são alguns exemplos de empresas que consultam o score de crédito das pessoas para avaliar o histórico de pagamento e, dessa maneira, definir condições de venda, empréstimos ou financiamentos de veículos, por exemplo.

É bom lembrar que a pontuação não é o único critério dessas instituições para fazer negócios com um cliente, pois elas também avaliam itens como renda, perfil financeiro, estado civil, idade, nível de escolaridade, profissão, entre outros.

Diferenças entre score alto e baixo

Quadro mostra como funciona a pontuação do score de crédito

A pontuação do score de crédito vai de 0 a 1.000. Quanto mais alto o índice de uma pessoa, melhor para ela. Quanto mais baixo, mais difícil pode ser a vida dela na hora de fazer alguma compra ou pedido de empréstimo. A escala indica o seguinte:

  • Até 300 pontos: alto risco de inadimplência;

  • Entre 300 e 700 pontos: médio risco de inadimplência;

  • Acima de 700 pontos: baixo risco de inadimplência.

Veja detalhes das diferenças entre um score de crédito alto e baixo.

Quadro mostra o que acontece com quem tem scores de crédito alto e baixo

Score alto
mulher sorri enquanto está sentada em banco de motorista de carro. A mulher é negra, tem cabelo crespo estilo black power, veste camiseta manga curta vermelha e usa máscara protegendo o nariz e a boca, e segura o volante enquanto olha para frente dentro do carro

Uma pessoa que paga as dívidas em dia, que durante toda a vida atrasou o pagamento de contas pouquíssimas vezes, que nunca chegou a ficar com o nome sujo e que, depois de pegar um empréstimo, quitou tudo de forma antecipada. Segundo o score de crédito, essa pessoa é uma boa pagadora e, por isso, provavelmente terá uma pontuação bem alta. 

Logo, um score de crédito bom é aquele mais próximo de 1.000 pontos e indica que uma pessoa é confiável e que paga as contas em dia. Dessa forma, as instituições financeiras entendem que o risco dessa pessoa ficar inadimplente é baixo. Assim, alguém com um bom score pode aproveitar vantagens como:

  • Mais chances de conseguir crédito;

  • Oportunidade de obter valores altos em empréstimos;

  • Facilidade para financiamento de carro ou de imóvel;

  • Aumento do limite de cartão de crédito;

  • Melhores condições de empréstimo, com juros mais baixos.

Como falamos antes, o score não é o único critério usado pelas instituições financeiras para conceder financiamentos ou empréstimos, mas com certeza um score bom contribui para você mostrar para uma instituição que é alguém confiável, que honra seus compromissos financeiros.

Score baixo

mulher lê papéis com expressão confusa. A mulher é negra, tem cabelo crespo estilo black power, usa óculos e veste camiseta manga curta rosa, e está com a mão direita na cabeça e a mão esquerda segurando papéis e sentada diante de mesa, com ambiente doméstico ao fundo em desfoque
 

Agora, imagine alguém que não conseguiu pagar as contas em dia, que está com dívidas em um valor bem alto e que, por isso, está com o nome sujo há um bom tempo. Essa pessoa, provavelmente, possui um score de crédito baixo nos birôs. 

Vale lembrar que milhões de pessoas estão numa situação ruim com suas finanças. Quase 7 em cada 10 brasileiros estão com dívidas, mostra pesquisa da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) referente a maio de 2021. Mas a situação é pior para 24,3% das famílias, que estão com contas em atraso, de acordo com esse levantamento. E 10,5% não possuem condições de pagar as contas, diz o mesmo estudo.

Quem tem um score baixo pode não apenas ter mais dificuldade para conseguir um empréstimo, mas, quando conseguir, tende a pagar juros mais altos, por exemplo. 

É uma regra de mercado: uma instituição financeira, para compensar o risco de emprestar dinheiro a alguém que não tem um bom “currículo financeiro”, acaba cobrando juros mais altos.

Mesmo que a pontuação indicada pelo score de crédito não seja o único critério avaliado pelas empresas, ela pode ser decisiva para definir se um empréstimo será concedido ou não e, também, se os juros serão altos ou não.

Como saber qual é o seu score de crédito?

Dá para consultar a pontuação do seu histórico financeiro nos birôs de crédito abaixo:

Você precisará fazer um cadastro com seus dados pessoais. Depois, é possível ver, de maneira gratuita, qual é o seu score de crédito.

Como melhorar o score?

O primeiro passo é saber se o seu nome está sujo. Faça isso acessando o site SPC Brasil, da Serasa, da Quod (por meio do site controlCred) e BoaVista. Se o nome estiver lá, você precisa pensar em como pagar o que está devendo ou mesmo como negociar as dívidas

Além disso, pagar as contas em dia sempre, e não apenas por um período curto, é uma maneira de melhorar o score. 

Manter as informações pessoais atualizadas em cadastros de bancos, instituições financeiras e nos birôs de crédito (caso crie uma conta neles) também contribuem para melhorar o score. Também ajuda não fazer muitos pedidos de financiamento ou crédito num curto espaço de tempo.

Por fim, quitar dívidas de forma antecipada também é uma boa ação para aumentar a pontuação de crédito no cadastro positivo.

*Texto atualizado em 22 de junho de 2021